VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Loucura – Poesia

LOUCURA

Onde está a lucidez que eu perdi?

Na razão ou na escada de um lar?

Na canção do poeta que li?

Meu penar não me deixa lograr

As quimeras. Em vão, vêm de mim

Disparates em franco galgar.

Separada de mim, vou por aí:

Estilhaços de espelho. Azai...

Intempérie. Ventar, vem toar.

Nenhum comentário: