VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

domingo, 30 de janeiro de 2011

Honra ao Mérito

Honra ao Mérito.

Um poeta solidário

Faz da causa

O seu verso partidário.

Dita a pausa

Um poeta solitário,

Comedido,

No girar contraditório

Tão sentido.

Oração no genuflexório

No seu modo.

Sem temer o tema inglório

Vai em frente,

Tange a pena, peremptório

Segue a gente.

Faz o rumo obrigatório.

Cerzidor

Com um lápis, repertório

De amor

Que o invade compulsório,

Sua dor.

Nascimento de um notório

Escritor.

Do saber um divisório

Construtor.

Sua meta: um ilusório

Contrapor

Ao labor. Um meritório

Vencedor.

O viés conspiratório

De si mesmo.

Nenhum comentário: