Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

sábado, 31 de março de 2018

Glória ao Senhor

Glória ao Senhor


Ao capítulo lido,
Outro significado,
Porque o hoje é convencido,
Vivo e vivificado

E amado. Está preenchido
Pelo Espírito dado,
Enviado e recebido
Pelo ressuscitado,

Sem mais nenhum bramido,
Posto que foi coroado
E levado ao céu o ungido
Vivo e glorificado.

sexta-feira, 30 de março de 2018

Um Sentido

Um Sentido


Todo o entendimento
É particular,
Não para explicar
Um convencimento.

Esse pensamento
É o seu iluminar
Da alma a te abraçar,
Portanto, um momento

De aperfeiçoamento,
De aprender a amar
E recomeçar
Num contentamento.

quinta-feira, 29 de março de 2018

Versos Confortáveis

Versos Confortáveis


Este verso
Controverso,
Não tem nada.

Se é disperso,
Está imerso
À jornada;

Ao universo

Da almofada.

quarta-feira, 28 de março de 2018

Indefinição

Indefinição


Contam-se essas palavras
Em novelo trançadas
Com lã, mas ainda é pouca
Entre o chapéu e a touca,

Para expressar a trava
Da solução que a graça,
Quando em ideias é envolta,
É imaginada e solta

Sem espelho ou vidraça;
Sussurram o que agrada
Em laranja sem polpa
Numa garganta rouca.


terça-feira, 27 de março de 2018

Ideias de Chocolate


Ideias de Chocolate


Ideias são bons conceitos,
Diferentes estilos
Buscados em preceitos;
Chocolates em quilos

Derretidos e feitos
Com desenhos prolixos,
Formatos e confeitos,
Coloridos e lisos,

Ao paladar, perfeitos.
São as ideias imprecisos
Avisos satisfeitos
Quando ocasionam risos. 

segunda-feira, 26 de março de 2018

Eu Gosto de Ser Crente / Reflexão


Eu Gosto de Ser Crente / Reflexão

     Quando eu digo que gosto de ser crente, é porque é verdade.
     Um dos conceitos evangélicos é de que todos podem ler a Bíblia, não é preciso ser um conhecedor (a) de teologia para poder ler e compartilhar as suas ideias sobre o que lê, mas se atém ao que está escrito.
     Enquanto batista, o estudo da vida dos santos é até mesmo aconselhada.
     Interessante é essa observação: a de que entre os amigos e seguidores de Jesus Cristo, Maria, irmã de Lázaro e Marta, não foi considerada santa. Lázaro e Marta são santos.
     A família de Jesus é sagrada e são santos José e Maria por determinação de Deus.
     Maria Madalena é santa.
     Quase todos os amigos de Jesus são santos.
     Maria, irmã de Lázaro e Marta, não.
     Enquanto Marta era obreira, Maria, conversava com Jesus e este a apoiava, conforme texto a seguir:
     Lucas 10: 38-42:
     
38 E aconteceu que, indo eles de caminho, entrou Jesus numa aldeia; e certa mulher, por nome Marta, o recebeu em sua casa;
39 E tinha esta uma irmã chamada Maria, a qual, assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra.
40 Marta, porém, andava distraída em muitos serviços; e, aproximando-se, disse: Senhor, não se te dá de que minha irmã me deixe servir só? Dize-lhe que me ajude.
41 E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária;
42 E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.

     Jesus era amigo de Maria.
     Maria não era santa, mas era digna da presença do Senhor e da sua palavra santa.
     
     
     

domingo, 25 de março de 2018

Mansidão

Mansidão


Começa a refrescar.
É final de verão
E a chuva veio a acalmar
O dia, na imensidão

Do ar, esse respirar
De outonal pontuação
Descontraída ao lar,
Gole de café à mão .

Contente em descansar
Sem que a transpiração
Impeça até pensar
Em significação.


sábado, 24 de março de 2018

Deus Fala

Deus Fala


Revela-se um desígnio
Independentemente
De vontade ou destino
À missão surpreendente,

E tange à alma com ígneo
Entusiasmo presente.
Num caminho contínuo
A se seguir contente

E distante ao maligno,
Propositadamente.
É em tudo fidedigno;
O que é um bem excelente.

sexta-feira, 23 de março de 2018

Ponto de Referência / Miniconto


Ponto de Referência

     Aquele teatro é o ponto de referência da cidade. Todos na cidade têm histórias para contar sobre aquela edificação.
     O engenheiro idealizador do projeto tomou todo o cuidado para que a característica memorial permanecesse como era na data em que fora construído.
     A lembrança do inconsciente coletivo permanece mesmo quando um novo teatro é construído para que os frequentadores do local possam ter mais conforto.
     Peças desconhecidas, mas de agrado do público local, tornaram-se inesquecíveis.
     Amizades e inimizades iniciaram-se naquele ponto da cidade.
     São histórias simples como a da moça que bate à porta da casa de um conhecido e pede para que ela e o namorado durmam na frente de uma casa cenográfica, pois os seus pais não querem o namoro. O dono da casa expulsa moça e namorado porta afora e a moça sai chorando dizendo que somente queriam uma boa noite de sono ao luar de verão.
     Algumas histórias de preconceito e ideologias como ir ou não ao teatro, quem pode assistir a uma peça e quem não pode, uma crítica à sociedade e as suas conveniências, mostrando o quanto um ambiente pode influenciar positivamente ou negativamente para a boa educação filantrópica.
     Outras histórias de quem, naquele teatro, era capaz de se emocionar, quando a vida real lhes exigia a competição.
     Mais histórias de sátiras políticas onde se comentava nas ruas os novos acontecimentos, quando era arriscado emitir opiniões. Os homens galhofavam nas ruas desse teatro do que lhes era intangível na realidade.
     Foram tantas histórias que o teatro é impedido de fechar definitivamente. É uma desconsideração tanto para com os idealizadores quanto para os seus construtores.
     Quando o jornal mostrou a possibilidade de fechamento do teatro, começaram as maledicências, as conotações sexuais dos desejos pecaminosos que, de tão exagerados, mereceriam uma nova peça de teatro.
     No entanto, o público precisa de conforto e a decisão é difícil.
     Começa a gritaria: Difícil para quem não pensa, porque este teatro é muito bem construído e constitui um marco histórico da cidade.
     O gerenciador do patrimônio pede a opinião do conselho e este delibera com determinação:
     _Congela! Todos os aparatos não serão demovidos do local, nem mesmo um par de chinelos velhos e cansados que estejam entre os pertences desse teatro. O novo teatro será diferente e, à medida em que as peças forem montadas, a sua nova história será construída. Esse teatro se transforma em patrimônio protegido pelo conselho da cidade e nem mesmo um copo de plástico dele será removido.
     O gerenciador concorda.
     Para o gerenciador, aquele teatro se transformou em palco de emoções, um lugar com muita energia, energia essa mantida pelos seus frequentadores.
     O progresso vem acompanhado da história. Esse teatro é a história de toda essa gente que dele fala e sente.
     Essa é a energia daquele teatro: sentimentos diversos,mas aos poucos, a peneira do tempo se faz e se decide a melhor maneira dessa preservação cultural.
     É uma atitude necessária antes que se nominem as mães dos presentes com palavras chulas ou se chamem os mais delicados cervos para a reunião. Cervos com "C", frisa o gerenciador.
     A discussão continua acalorada, quando chega o missionário evangélico e lembra do feriado da Páscoa:
     E, passado o sábado, Maria Madalena, e Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para irem ungi-lo.
E, no primeiro dia da semana, foram ao sepulcro, de manhã cedo, ao nascer do sol.
E diziam umas às outras: Quem nos revolverá a pedra da porta do sepulcro?
E, olhando, viram que já a pedra estava revolvida; e era ela muito grande. Marcos, 16, 1-4
          O teatro fica como está e o um novo teatro se ergue para que novas memórias sejam edificadas.


quinta-feira, 22 de março de 2018

Introspecção

Introspecção


Introspecção
É um pensamento
De agregação,
Recolhimento

Numa abstração
Ao firmamento;
Desatenção
A todo vento

Numa canção.
Por um momento.
Essa ampliação
É o rudimento

Da antevisão
Do entendimento
Que é a anotação
Do espelhamento.




quarta-feira, 21 de março de 2018

Filosofar

Filosofar


Passarinho cantante
Perto e também distante,
Canta em todo lugar,
Sem parar a chilrear.

Seu voar é farfalhante,
Seu caminho é constante,
Vai e volta sem parar;
Vê a chuva a se molhar,

Com olhos de brilhante
Que iluminam o instante
De um pensante a pensar
Que é bom filosofar.



terça-feira, 20 de março de 2018

Silogismo / Miniconto


Silogismo / Miniconto

     Essa história é interessante porque dói tanto quanto mordida de cachorro vacinado.
     Júlia entrou na casa da vizinha para entregar o bolo que a mãe tinha feito para a festa de aniversário da Maria.
     Amigas de muitos anos, Maria pediu de presente de aniversário o bolo que somente a vizinha tinha habilidade para confeccionar.
     Era seis camadas e recheios variados, mas pequeno, conforme a encomenda.
     Júlia bateu a campainha e Maria disse para que ela entrasse, porque estava lidando com o almoço e não queria deixar o fogão sozinho.
     Gritou de dentro de casa:
     _O portão está aberto e a corrente está no portão, mas está sem cadeado. Abra o portão e venha até a cozinha. Estou preparando os salgadinhos para logo mais.
     Júlia obedeceu e entro. Inadvertidamente passou ao lado da comida do cachorro e não observou que ele estava por perto.
     O cachorro mordeu a canela.
     A vizinha veio até ela. Desligou o fogão. Pegou o bolo e trouxe um antisséptico. Disse que o cachorro era vacinado e que Júlia não se preocupasse.
     A conversa da festa foi a mordida na canela de Júlia.
     _Júlia, você não sabia que nunca se passa ao lado da comida do cachorro? Quando o pote de refeição dele está com ração, o correto é desviar os dois: o cachorro e a ração. Ele defende o alimento dele e avança em quem chega perto. Mas você está bem, não está?
     Júlia disse que sim, que foi um susto e, que por sorte, não derrubou o bolo no chão.
     Passaram-se alguns anos.
     Júlia estava na universidade. Uma colega estava interagindo pela internet e ela não viu.
     Estava no intervalo e perguntou à colega sobre a solução de um problema matemático.
     A colega, ainda olhando para o celular, disse sem pensar:
     _Você não prestou atenção na aula? É, tenho observado que você anda desatenta mesmo. Tome cuidado com isso, pois desse jeito você não passa de ano.
     A mordida do cachorro veio à memória.
     Foi uma reação instintiva a da colega. O intervalo era curto e a necessidade de interagir na rede virtual causou uma reação que a própria colega não se reconheceria se ouvisse a si mesma dizendo tais coisas.  

          

domingo, 18 de março de 2018

Dia de Aprender

Dia de Aprender


Em dia indiscreto,
É bom conter
O ânimo inquieto
E condizer

Com o que é reto.
Esse acrescer
Que não é seleto
É se exercer

Um prospecto
Que é o compreender
De outro, completo;
Dia de aprender.

sábado, 17 de março de 2018

Luz de Enternecer



Luz de Enternecer


Lua que não foi minha,
Que nunca brilha sozinha,
Brinca num céu de esconder
A poesia que vai nascer,

Mas entre nuvens caminha
E se diz numa entrelinha
Que é suave a comover
O indizível a tanger,

E sem dizer se sublinha
Ao que o espírito adivinha,
E percebe o evanescer
Dessa luz a enternecer.

sexta-feira, 16 de março de 2018

Guia

Guia

Desconhecida gente
A quem se diz bom dia
Atabalhoadamente;
Gesto de cortesia,

Numa expressão inerente
Da humana estamparia
Dos momentos confluentes,
Hoje em dia, é uma ousadia,

Porque o tempo é premente,
Há pressa em demasia
E, o relógio coerente,
Toma conta da gente.


quinta-feira, 15 de março de 2018

Bom Descanso

Bom Descanso


Esses pés cansados,
Estão a descansar,
Entre curvas guiados,
Vieram calejar.

Sapatos mudados
E um mundo a observar;
Se são caminhados,
Ninguém viu esse andar

Igual, não parados,
Porque estão a auxiliar
Os sapatos dados
Ao lado, arrumados. 

quarta-feira, 14 de março de 2018

terça-feira, 13 de março de 2018

Pela Fé

Pela Fé


O compasso certo
E o tempo medido,
Faz do humilde, o esperto
E ajuda o abatido

A saber-se reto,
A ser entendido
Pelos que estão perto;
Jamais confundido.

De um risco liberto,
Que é um erro aplaudido
Que conduz ao incerto,
Pela fé é movido.

segunda-feira, 12 de março de 2018

Armazém

Armazém


Somos nós e os nossos defeitos,
Nessa inspiração que não vem,
Que é imprecisa aos sábios conceitos,
Que valoriza o que convém,

Quando a todos acha perfeitos,
Mais-que-perfeitos, quando é sem
Razão, emocional nos confeitos
E se pensa e não se entretém,

Espelhando-se em ditos feitos,
Como um resumo de armazém,
Sem saber que cabe aos imperfeitos,
O dom de ser feliz também. 

domingo, 11 de março de 2018

Pensamento e Palavra


Pensamento e Palavra


Toda palavra
Pode ser lavra
De pensador


Quando destrava
O que traçava,
Se, por favor,


A si consagra,


Algum louvor.




sábado, 10 de março de 2018

Som na Praça

Som na Praça


Preciso e exato,
Que não é imediato,
É o simbolismo


Não dito, fato,
Feito e compacto,
Do consumismo.


O que é sensato,


Vem do humanismo.

sexta-feira, 9 de março de 2018

Sinceridade

Sinceridade


Sinceridade
É poder ser
E não se ater
À atualidade

E em dualidade
A se dizer,
Por se entender
Comodidade;

É a imensidade
De conceder
À humanidade
Um bendizer.




quinta-feira, 8 de março de 2018

Pela Luz

Pela Luz


Pela luz,
Há uma cruz
A abençoar;

É Jesus
Quem faz jus
A esse altar.

E reluz

A salvar..

quarta-feira, 7 de março de 2018

Toda Mulher

Toda Mulher

Amanhã
É manhã
De nascer.

Tece a lã,
Tecelã
A querer

Meia de lã;
Talismã
De mulher.


terça-feira, 6 de março de 2018

Quando a Poesia se Cala


Quando a Poesia se Cala

     Quando eu me ausento de poesia, recorro aos meus textos preferidos, bem guardados e manuscritos, aos quais, eu me atrevo a copiar e a dialogar.
     Gosto de me encontrar com esses textos de vez em quando e, conforme, costumo dizer, escreva e deixe o texto para que possam ser lidos em oportunidades eventuais, pontuais ou por liberdade de pensamento, para libertar-se das próprias ideias, que às vezes, não dizem tão bem aquilo que um texto pronto pode trazer à luz.
     Vamos à cópia:
     "Eu gosto de levar sempre flores...mas este ano não; de repente me deu uma vontade danada de escrever algo sobre a nossa família que, deixando a modéstia de lado, ...exemplos.
     ...a casa tornou-se um castelo, carinho, amor, ensinamentos, tudo foi feito com muita alegria...a nós foi dado um alicerce tão forte, tão inquebrantável, que até hoje e, pleno séc. XXI (vinte e um) nada nos assusta, pelo contrário: acompanhamos a evolução que houve em todas as direções.
     ...as saudades são...grandes...mas o presente é o mesmo, continua nesta mesma meta: amor, carinho e compreensão..."
     Não houveram flores ou buquês e gentilezas, mas um texto que representa a imortalidade do ser através de um pensamento deixado ao tempo.
     A casa torna-se um castelo quando vivenciada com carinho, amor, e ensinamentos. Não importa o tamanho da casa, o bairro, ou as comodidades, os móveis e os enfeites, sejam eles quadros ou cristais. Essa construção é a que não se desmancha, as de tijolos, areia e cimento, o tempo corrói e o também o desamor a destrói.
     Tudo está em evolução, mas o que deve evoluir de fato, são os talentos do espírito Santo, por natureza humana.
     Quanto às saudades, devemos aprender a fazer delas algo bom, desde que conservada a meta primeira da vida que é o amor, o carinho e a compreensão no presente momento da sua própria vida. É bom ressaltar ao leitor que foi amado antes de nascer. Essa é uma certeza que cada pessoa deve considerar na sua existência.
     Diante dessas palavras, a poesia se cala para que a alma se alimente da sua essência divina que é feita de amor.

Ps. o texto acima não é meu, mas é um diálogo à posteriori que me faz bem. Algo de casa.
       

segunda-feira, 5 de março de 2018

Feito Criança

Feito Criança


Dormir feito uma criança
É ter como lembrança
O momento cumprido,
O dia que foi exaurido,

Que se deita e descansa,
Onde à lua, se amansa,
Estando resolvido,
E, em tudo agradecido,

Vivido em esperança
Onde o sentido alcança
Sem estar comovido;
Descansa ao que é movido.



domingo, 4 de março de 2018

Estranhamento

Estranhamento


Um dia modificado,
Sem que tenha imprevisto,
Impacta, e é coordenado
Pelo dia que não é visto,

E no entanto, de agrado.
Meio sem querer, assisto,
Como fosse um guardado
Por Cristo, e assim previsto

Por Ele e acrescentado,
Motivo porquê insisto;
Também não foi pensado
Esse dia que equidisto. 

sábado, 3 de março de 2018

Distanciamento

Distanciamento


Chove a agitar
O pensamento,
Lá fora é mar,
Calmo é aqui dentro.

Há trovejar
Com pouco vento
A continuar
Em movimento,

E todo o idear
É barulhento
Sem se estear;
Distanciamento.

sexta-feira, 2 de março de 2018

Tradução e Comentário


Tradução e Comentário

     Eu gostei muito desse termo, visto na televisão: Compromisso Positivo com a Realidade.
     A realidade é um ponto de vista recheado de constatações. Ninguém é adivinho, as coisas em volta em dimensões e proporções é que podem indicar a realidade e as suas possíveis projeções. É o lado humano e normal, que sem deixar de lado o lado divino, toma atitudes no dia a dia, tão normal quanto ir ao supermercado fazer compras.
     Admitir a realidade é o primeiro passo, saber de si e do seu meio, saber dos problemas, das facilidades e das dificuldades, dos talentos e fracassos.
     Uma vez, consciente dessa realidade, seja ela do jeito que for, é preciso tomar um posicionamento. Um exemplo muito simples: o arroz da cozinha acabou, e tem-se opções: ou se vai ao supermercado comprar arroz, ou, ao invés de arroz, cozinha um espaguete, ou algumas batatas, ou faz-se um pirão de farinha de mandioca e, assim por diante.
     O posicionamento positivo consiste nessa escolha e na aceitação de que o arroz acabou, ou na ida ao supermercado para comprar arroz.
     Esse posicionamento depende das variáveis disponíveis. Nesse caso específico, calcula-se o tempo de cozimento mais o tempo da ida ao supermercado e verificadas as disponibilidades na despensa, o que é melhor para a solução do almoço na hora certa.
     O tempo de cozimento dos outros pratos é diferente do tempo de cozimento do arroz e, os coparticipantes da mesa de refeições devem concordar com a decisão.
     Uma vez que se chegue a um acordo quanto ao complemento da refeição, pode-se ir à cozinha e prepará-la.
     Assim se toma uma atitude positiva para com a realidade.
     O comprometimento com a realidade circundante exige disciplina e vontade de realizar.
     Para que se preocupar com a falta de arroz, se ninguém quer almoçar, ou se qualquer complemento ao prato principal é bem aceito?
      O que não pode acontecer é se ignorar a falta do arroz e pensar que pode ser comprado a qualquer tempo.
      A constatação da realidade exige uma determinação quanto ao objetivo, nesse caso específico, o almoço e um complemento, mesmo que se tenha alface, abobrinha e frutas, falta um complemento.
     Uma vez que é direcionada a solução, o problema começa a ser resolvido.
     Pode-se comprar arroz para o dia seguinte, mas o almoço do dia está resolvido de maneira adequada.
     Dona de casa tem dessas coisas, pegar um assunto e traduzir para a sua realidade.
     Teve almoço.  

quinta-feira, 1 de março de 2018

Alentador

Alentador


Sem frio, nem calor,
E sem cobertor,
A chuva refresca


E vem recompor
O ânimo e o vigor,
Propor uma sesta


Ao televisor,

Com janela e fresta.