VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 10 de março de 2014

Lenda

Lenda

clip_image002

Nem todos os cordéis me cabem,

No entanto, essa poesia, faz tenda,

Das contas de um colar que saem

E, deixam-se ao mistério e à lenda.

 

Colar, pulseira e anéis me sabem,

Se as uso é porque oculto a fenda;

Decotes são proibidos, tangem,

Sentidos e sopram a senda.

 

Miçangas escolhidas, margem,

Bordada aos cetins e renda

Ao encanto de avistar miragem,

Sabendo-se feliz à cena.

2 comentários:

La Gata Coqueta disse...


Gocemos de las pequeñas cosas que la vida nos ofrece;
para encontrar la verdadera felicidad
no necesitamos ser ricos o poseer grandes bienes,
sólo necesitamos tener riqueza en el corazón
y llenarlo con cosas positivas.

Bendiciones en abundancia para ti
y para toda tu familia en esta bella
y esplendida semana que hoy comienza.


Un abrazo de felicidad para ver el horizonte
con la consabida ilusión y apertura de ilusiones.


Atte.
María Del Carmen




Célia Rangel disse...

Hoje em dia, isso é mais que "lenda"...
Abraço.