VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sábado, 15 de março de 2014

Eu Menti?

Eu Menti? / Crônica do Cotidiano

Todas as pessoas me interessam e gosto de conversar e ouvir o que elas têm a dizer.

Numa saída, encontro uma conhecida de ótima conversa.

Hoje, ela foi direta:

_Você mentiu quando disse que conheceu o Rio de Janeiro!

Espera aí que eu não menti.

Aí veio a gozação:

_Você veio aqui e estava deslumbrada com o Rio de Janeiro. Arrumei uma carona e fui de carro com uma amiga. Passei uma semana em Duque de Caxias e de lá não saí. Fui olhar o metrô, em Madureira e aquele povaréu entrando e saindo do trem.

Eu perguntei se ela não quis pegar o metrô ou o ônibus que leva até às praias.

Observem a resposta dela:

_E por acaso você acha que eu não tenho medo. Bastou a mim e à minha amiga o pneu do carro furar em plena avenida Brasil. Você viu o trânsito por ali.

Eu, sem graça, disse que não. Não conheci Madureira e nem Duque de Caxias. Talvez, da próxima vez.

Perguntei a ela se ela conheceu as praias:

_Eu não, disseram que era longe e que seria perigoso pegar o metrô e voltar sozinha para a casa da minha tia à noite. Fiquei ajudando no que podia e esperei o momento de voltarmos para Curitiba.

E eu sem saber o que responder, acabei cantando para ela.

Bom domingo para vocês!

 

3 comentários:

Renata Maria disse...

Gostei muito da sua crônica sobre conhecer uma cidade que assusta.
Yayá, tenha um bom domingo.
Um beijo,
Renata

Antonio Pereira Apon disse...

Cada olhar é um olhar. O ponto de vista, a faceta observada pode criar impressões diferentes da mesma paisagem. E o ser de cada um, impõe muita diferença.

Um abração e uma boa semana.

Célia Rangel disse...

Nossa visão e nossas emoções muitas vezes tolhem nossas ações.
Abraço.