Loading...
Loading...

quinta-feira, 27 de março de 2014

Olhar

Olhar

clip_image002

Figurante ou bailarina,

A dançar nesse salão;

Lantejoula e purpurina,

Luz, teatro, cortina e chão.

 

Gira o palco e rodopia,

Brinca à fita e enfeita a mão;

Que a leitura é feminina,

Ponta e passo esquecem não.

 

Colorida serpentina

Salta a dor e a multidão,

Que a graça se destina

A quem vê como artesão.

2 comentários:

✿ chica disse...

Muito linda tua poesia! Gostei! beijos,chica

Célia Rangel disse...

Arte admirada é artesanato que nos salta ao nosso olhar.
Abraços.