VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Pureza D’alma

Pureza D’alma.clip_image002

Dançam em ciranda as consagradas

Virgens, que louvando a pureza,

Oram a favor do fim das chagas

Santas com vestais de sutileza.

 

Fitas que se movem circundadas

E altas, entrelaçando na beleza

Alva as emoções unificadas,

Soerguem um altar à singeleza.

 

Rufam os tambores às amadas

Chamas, que ao Sagrado é mesa

Posta, ritual de velas guiadas,

Bênçãos d’uma crença benfazeja.

 

Flautas que impressionam afinadas,

Clamam pelos fiéis à Fortaleza;

Santas são as vigílias alcançadas,

Velas que são luzes dessa igreja.

19 comentários:

Aclim disse...

Condição para entrar no céu, "Pureza da alma.

Abraço amada

Muito lindo seu poema.

Andre Martin disse...

Belo poema!

Mas não deixei de pensar nos "pureza d'batata" rsrs
Acho que to com fome! hehehe
ou melhor, com infame!!! kkkk

Luís Coelho disse...

Um poema que é uma oração.
Esta vida tem sentido quando vivemos em amor e respeito uns pelos outros e pelo nosso Deus.
As almas puras são aquelas que vivem como se não precisassem de nada.

Célia disse...

... Nossa viajei a uma distante data... em que para cumprir promessas de minha mãe, eu tinha de me vestir de anjo, de virgem e sair em procissão... "pagando não a promessa, mas um mico daqueles... Fitas! Véus! Terços! Longas vestes! De santa, nada!!
Abraço e obrigada pelo espaço de libertação "boffiniano"...
Célia

Rabiscando Poesias disse...

Olá doce poetisa, beijos nos olhos e muita paz em sua alma.

Ivone Poemas disse...

Linda forma de orar, com amor e reflexão!!!
Amei esse blog, adoro poemas!!!
Ivone poemas
henristo.blogspot.com

Braulio Pereira disse...

adorei.

amei.

flor.

um beijo vida!!

tecas disse...

Pureza de alma na pureza de um poema.
«Flautas que impressionam afinadas,

Clamam pelos fiéis à Fortaleza;

Santas são as vigílias alcançadas,

Velas que são luzes dessa igreja.»
Magnifica poesia de oração.
Bjito e uma flor.

Flor da Vida disse...

Sublime poema-oração!
Leitura que perfuma a alma.

Carinhos...
Beijos de flor
Suelzy

BLOG DO XANDRO® disse...

Oi,amiguinha(achei legal seu blog),visite/siga o Blog do XANDRO(meu blog)vc vai gostar!;)

http://blogdoxandro.blogspot.com/

C. disse...

Yayá,
nesse post você demonstra com certeza, a ótima escritora que é, porque sai da Assunta e vem poetar.

Eu sou a mesma dos blogs
http://cris-style.nets.at/
e
http://sou-da-cris.nets.at/

Obrigada pela companhia querida em ambos!

Drisph disse...

Uma ode em divindade... quase conseguiu me purificar com tamanha beleza e melodia em teu poema. parabéns!
Convido-o a seguir o meu blog e participar todo mês de sorteio de diversos livros dos novos autores. Basta seguir por lá, pois aqui, já estou deixando a minha marquinha, e dizer que volto, viu...Um beijo.

. intemporal . disse...

.

.

. nunca a rima des.rima no compasso do tempo . certo .

.

. antes a palavra . como salvação .

.

. abraço,,, .

.

.

Mery disse...

Pureza D,alma, quem me dera, ter a pureza na minha alma... beijos.
Aparece,viu.
Mery

Marcos Ribeiro e Silva disse...

Olá querida fico feliz pelo seu comentário a respeito do modo glorioso de Jesus curar, gosto muito tbm do seu blog, fica na paz, abraço.

Vera Lúcia disse...

Muito lindo, yayá!
Não gosto de interpretar poemas, mas de apreciá-los. Como já disse o poeta, o poem em si já é uma interpretação.
Beijos.

Diana Carla disse...

lindo poema...

bjinhus

Lena disse...

Yayá
Que maravilha de poema. Impressionante como vc transita de um conto, uma crônica, para um poema lindo desses. Suas palavras, suas artes e escritas me encantam.
"Santas são as vigílias alcançadas,
Velas que são luzes dessa igreja". Parece que é um filme sendo projetado na minha frente, agorinha! Lindo!Bjkas com muito carinho!

Severa Cabral(escritora) disse...

A pureza da alma nos deixa ver a pureza da poesia...
Bjssssssssssssssss