VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

O Inglês

O Inglês

clip_image002

Essa é uma interessante palestra de um homem inglês a caminho de casa, num metrô entre desconhecidos dispostos a escutá-lo.

Viram quantas câmeras de segurança encontramos nos nossos caminhos? A nossa privacidade é delas, das câmeras de segurança. Alguns são contra, eu não. Outro dia foram presos três homens: o mais novo tinha setenta e três anos e o mais velho setenta e seis, assaltantes de bancos. Alguém imaginou assaltantes de bancos com mais de setenta anos? Qualquer um de nós, com alguma educação, traria uma cadeira para qualquer um desses assaltantes de bancos idosos e bem afeiçoados. Seríamos bem educados e, talvez assassinados por estes homens. As câmeras de segurança, quando bem administradas promovem a segurança.

Olhem os jornais agora, por favor. Observem que chega a trinta por cento os nossos representantes políticos que são homossexuais. Eles podem chegar à maioria daqui a algum tempo, são perspectivas. O que será dos heterossexuais quando for minoria, que tipo de protestos farão. Eu tenho idade e não alcançarei esta época, esse é um assunto para a próxima geração da maçonaria inglesa.

Observem o anúncio desse comércio de ferramentas. Essa loja está instalada onde antes havia uma igreja. Vinte e seis igrejas foram vendidas para empresas particulares. Seriam essas igrejas cansadas de serem igrejas? Não, chegaram ao ponto de não conseguirem pagar as contas de luz e água.

Todos nós precisamos de referências positivas. Vamos às nossas referências positivas. Os clubes dos lordes continuam sendo os clubes dos lordes. Algumas senhoras não gostam muito das regras do clube dos lordes. Sentimos por elas, mas é parte da nobreza algumas das condições impostas a algumas mulheres dos clubes dos lordes. Eu, comum, continuo sendo do clube dos comuns e da maçonaria inglesa.

Não quero que gostem da minha palestra, pois quem gosta de uma palestra sem objetos a serem ocultos ou meias verdades ditas em frente às câmeras de segurança? Ao contrário, não mais pegarei essa linha de metrô porque bem sei que não serei agradável aos seus ouvidos. No entanto, as verdades que exponho serão mais agradáveis a cada dia que passar e as suas memórias recordarem do que foi dito.

Infelizmente para alguns dos que aqui estão, os meus objetivos não são monetários. Não que eu seja rico, mas a satisfação que tenho em certos momentos, como o de estar aqui divulgando algumas das verdades que os nossos estudos permitem divulgar é imensamente maior do que o meu desgosto por frequentar uma estação de metrô no inverno.

Para aqueles que gostaram da palestra, lembrem-se de que os pensamentos que não recordarem com o passar do tempo, podem ser obtidos através de uma solicitação junto aos agentes de segurança porque estou de viagem para alguma outra cidade. Penso que vou para os Estados Unidos.

Despediu-se de todos porque a sua estação de descer estava próxima. Foi aplaudido por ironia e por aqueles que o entenderam perfeitamente.

Obs. Respeitamos todas as instituições e a civilidade que elas produzem.

Nenhum comentário: