Loading...
Loading...

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Poema Iluminado

Soneto Iluminado

clip_image001

A verdade casada com a humildade

Vem singela, donzela de castos sinos,

Acobreados, de pêndulos à saudade,

Sem pudor transformando-os sons desses signos

 

Pensamentos são abrigos dessa bondade

Que ressoam na cidade como desígnios,

Encontrados ilesos nessa igualdade

De destinos tangentes e retilíneos.

 

Quem escolhe, se perde nessa vontade,

Ao perfeito querer em sua amizade;

Imperfeitas são as coisas aos desatinos.

 

Que sejamos ao mundo todo benignos,

Na consciência de o ser como prioridade

Necessária da luz e da humanidade.

4 comentários:

Amy Moon disse...

Olá, gostei muito do seu blog! Da um passada lá no meu e me diz o que achou. Beijos, Amy :)

luís rodrigues coelho Coelho disse...

A verdade e a humildade são dons que cada pessoa deve desenvolver na vida.
Hoje o que mais se vê é a superioridade e a vaidade. Todos querem ser grandes e importantes.
Aqueles que sabem ser humildes são sempre os maiores porque vivem numa vida espiritual superior e nunca agarrados às misérias deste mundo.
Não se dedicam ao maldizer nem ao mal fazer. São pessoas de uma bondade elevada que estão sempre dispostos a perdoar e a corrigir.

aluap disse...

A humildade é uma grande virtude e acredito que a vaidade nunca levou alguém a lado algum. Que se faça luz!

Um abraço.

Lu Cidreira disse...

Como temos muito mais vaidosos que humildes nesse mundão de deus,seria necessário que tomássemos consciência de que a troca de amabilidade pode reverter isso tudo.
Poemas não é meu forte, e comenta-los também.
Abraço