Loading...
Loading...

domingo, 4 de agosto de 2013

Caminhos Tortos

Caminhos Tortos

clip_image002

Certa vez uma senhora foi ao desfile de modas beneficente. Era a única com os cabelos desarrumados, com a raiz aparecendo. Rosto lavado e cansado. Nenhuma maquiagem para disfarçar.

Pagou o ingresso e podia entrar. Sentou-se numa mesa. Com roupas bonitas como o ambiente merecia. As roupas descombinavam dela, daquele jeito de fome.

O garçom a serviu como a qualquer outra convidada. Café, salgados e doces. Água mineral para refrescar o paladar.

O desfile foi bonito, mas a senhora chamava a atenção dos presentes para a figura que fazia.

Uma das senhoras organizadoras foi até a senhora e perguntou se ela estava bem servida. Perguntou também se não quis trazer uma amiga ou alguém da família.

Ela foi pega desprevenida, não esperava que viessem até ela.

Ergueu o olhar até a senhora e contou à organizadora que a filha dela estava com hepatite e não tinha sintomas. Passou mal e estava na unidade de terapia intensiva. Estava caminhando para fazer hora enquanto esperava o horário de visitas. Viu o evento e entrou lá para ver se conseguia desviar o pensamento ruim que a acompanhava.

A organizadora conhecia uma médica que estava no seu dia de folga e comparecia ao desfile. Chamou a médica para conversar com ela.

A médica foi conversar com a senhora e se informou sobre o estado da garota.

A médica pediu para sentar-se à mesa com ela. Pediu uma xícara e talheres para lanchar com ela numa atitude confiante e segura.

_O fígado é um dos poucos órgãos do ser humano que se recupera. A hepatite da sua filha é benigna, embora tenha sido agravada pela falta de informações pela família. Sugiro que a senhora passeie mais e, se tiver vontade, vá à cabeleireira. Aproveite o momento porque daqui a alguns dias a sua filha irá para a casa. Ela irá para o quarto depois de amanhã e a senhora não terá tempo para si mesma.

A senhora olhou para a médica como que não acreditando.

_Eu me informei. Está tudo bem. No horário da visita a senhora será avisada que a sua filha irá para o quarto para ficar em observação antes de receber alta hospitalar.

As duas, médica e senhora, não viram o desfile.

A senhora lanchou sob o incentivo da médica. Ao terminar o evento o seu rosto estava corado e os seus olhos mais animados.

E tudo aconteceu da maneira com que a médica previu.

3 comentários:

Célia Rangel disse...

"Carpe diem" porque o depois será sempre incógnito!
Bj. Célia

Rita disse...

Bom dia, bom começo de semana
hj vim te convidar para comemorar
meu aniversário, quero dividir minha
alegria e oferecer um pedaço de bolo
Venha que a festa já está começando
Bjuss carinhosos
♫•*(¯`v´¯)¸.•*✿ღ
*◦.(¯`:✿!:´¯) ✿ღ
*✿.(_.^._)*•.¸¸.•
______________Rita!

XicoAlmeida disse...

Caminhos tortos com final feliz.
Tocante na mensagem de atitude positiva.
Um abraco, Yaya.