VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Questão de Tato / Crônica do Cotidiano

Questão de Tato / Crônica do Cotidiano

Final de ano. Estamos quase no Natal. O menino leva presente para a professora. Aquele presente tradicional com torrones de castanhas, balas e um ou outro chocolate.

Papel celofane colorido com direito ao laço de fita.

O garoto oferece o presente à professora.

_Que encanto de menino!

Entrariam na sala de aula, não fosse à surpresa especialmente preparada.

_Professora, a minha mãe foi quem comprou esse presente para você (a professora em questão gosta de ser tratada pelo pronome você), mas eu preparei outro presente.

A professora sorriu feliz e recompensada pelo esforço do ano.

_Qual é a surpresa?

O menino, orgulhoso de si mesmo, disse:

_A minha mãe a aguarda no carro. Eu trouxe os meus Hamsters de estimação para mostrar e apresentá-los a você.

Hamsters são roedores pequenos.

Gostei da história. Fui junto.

No banco de trás do automóvel a gaiola com escorregadores em forma de tubos. O menino chamava o casal de Hamster enquanto batia com a ponta dos dedos no arame.

Eles apareceram. Minúsculos camundongos subiram pelo escorregador em forma de tubo.

_Eu vou tirar um deles da gaiola para você pegar.

O garoto abriu a gaiola e a mãe dele pediu para que não os deixassem fugir para o banco do automóvel.

Quando ele pegou o bichinho com as mãos, eu disse:

_Feliz Natal e Próspero Ano Novo! Ano que vem a gente se encontra.

Não é a minha natureza e, eu nunca gostei da Flauta Mágica.

Eu os deixei pensando no quanto é importante lavar as mãos quando se chega da rua ou de qualquer lugar, não coçar os olhos, escolher onde lanchar. A higiene é uma forma simples e barata de manter a saúde no dia a dia.

Eu tenho que aceitar a minha natureza humana. Da mesma forma com que aceito a sua natureza, pets.

Nenhum comentário: