VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

EU AMO GENTE!

EU AMO GENTE!

clip_image002

Ainda fascinada pela manhã. Mandei a preguiça embora e saí.

Sentei-me para tratar de assuntos do meu interesse.

_A senhora limpa a sua casa?

A pergunta que poderia aborrecer a muitas mulheres, feita com muita doçura, me surpreendeu.

_Como é que você sabe?

Ela respondeu, sorrindo que ela faz de tudo para desaparecer diante do produto e que amou a cor das minhas unhas.

A moça analisa a mão das freguesas.

Em seguida, ela me disse:

_Olhe as minhas unhas.

As mãos dela estavam ajeitadas, como as minhas, mas sem esmalte.

_A diferença entre eu e a senhora é que eu escondo as minhas preferências estéticas, mas ambas cuidamos da casa.

Perguntei por que é que ela escondia as preferências estéticas dela.

_Porque eu lido com vendas e os clientes devem observar o produto e a sua qualidade, sem me notar.

Outros fregueses ou clientes chegaram e ela pediu-me que conhecesse a loja antes de me decidir a comprar.

E de valor em valor, ela me conquistou.

De fato, eram muitos valores iguais.

A foto do filho dela numa apresentação musical me fez pensar em quanta gentileza havia naquela senhora.

_A senhora gosta de música? Perguntou-me.

Contei uma história a ela. Disse que estava desistindo de fazer a tal compra, mas uma modificação nos planos do dia fez com que eu fosse até lá.

Eu não a conhecia, foi uma deliberação espontânea da manhã.

O produto, a compra e a loja não tem a menor importância à questão.

Eu, sem saber, fui à busca do que realmente precisava: conhecê-la. Conhecendo-a, soube de mim, do que penso e o que quero e, porque assim o quero.

Quando saí da loja observei o seu redor e constatei que problemas iguais levam às soluções semelhantes.

Hoje eu comprei algo que não se vende em loja alguma, comprei porções de espiritualidade.

No mínimo, um dia muito especial.

4 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida
Um lindíssimo post onde me levantou o ânimo... Obrigada por compartilhar tal história...
Bjm fraterno e ótima semana!!!

Ivone disse...

Que lindo texto, sempre é bom conhecer pessoas, trocar ideias, perceber as diferenças, sentir que no fundo tudo o que queremos e precisamos é de ver e conhecer gente, também amo gente!
Abraços linda amiga Yayá!

Wanderley Elian Lima disse...

O que você comprou, vale mais que qualquer mercadoria.
Abraço

Jossara Bes disse...

Oi Yayá!
Precioso texto! Tesouros inesperados!
Felicidades para você!