VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

A Vez / Crônica do Cotidiano

A Vez

clip_image002

Faz algum tempo. Fila de banco. Chegou um senhor de cabelos brancos. O caixa da frente ficou vago.

_A vez é sua, senhor.

Ele olhou para mim com ar de cavalheiro e disse para que eu passasse à frente dele.

_Senhor, eu sinto muito, mas são as regras. O senhor tem prioridade.

Para que foi que eu disse isso?

_Não senhora. Eu não tenho pressa para nada e não tenho mais obrigações a cumprir. Permita que eu me distraia e veja gente. A senhora pode ir ao caixa por primeiro.

Diante da zanga dele, eu fui.

Por sorte, um caixa ficou vago e ele foi ao caixa.

Terminei de pagar o que tinha para pagar e, antes de sair eu dei uma olhada nele.

Ele, com mais de setenta anos, me olhou com o canto dos olhos e resmungou:

_Hum! Ainda sei dar ordens!

Tenho certeza que ele sabe dar ordens e é um cavalheiro. Não disse mais nada.

Voltei feliz para casa.

Nenhum comentário: