VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Acordada

Acordada

clip_image002

Quando passo roupas,

Durmo à descansada.

Deito e esqueço as toucas,

Deixo a casa ao nada.

 

Sonho com estopas,

Fiapos na escovada;

Vejo as minhas louças

Limpas à passada.

 

Sono de horas moucas

Lembra ao que o dia agrada;

Foge ao sonho em frouxas

Luzes, acordada.

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Ah! O meu passar de roupas é uma sauna verdadeira!
Abraço.