VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

domingo, 28 de setembro de 2014

Olhar Impresso

Olhar Impresso

clip_image002

Uma estrela vaga

Nos confins de um verso;

Numa rima apaga

O que foi disperso.

 

Ao piscar, divaga,

Do girar inverso

Nessa clara plaga,

Luz de mar imerso.

 

Se, cadente é paga,

D’um sorteio ao reverso;

Se pendente, é maga,

D’um olhar impresso.

3 comentários:

aluap Al disse...

Todos gostamos de olhar, de vez em quando, para as estrelas, para essa redoma imensa que nos protege e que tem o seu lado místico que atrai.
Boa Semana.

Zilani Célia disse...

UM OLHAR BONITO E DE PURA POESIA.
ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Luiz Cidreira disse...

É uma magia e saber que as estralas cadentes é um mero meteorito a se fragmentar em nossa atmosfera.
Mas, é encantador a impressão que fica em nosso olhar.
Abraço