VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Alma Sincera

Alma Sincera

clip_image002

Espera a chuva amainar,

Que a gente se encontra... espera

Alguns minutos; chegar,

É estar-se junto. Quem dera,

 

À chuva nos encontrar,

Sorrir-nos dessa quimera

Molhada e nos abraçar

Por nada, como quem zera,

 

O tempo ao cumprimentar

O novo e, ao novo, pondera,

Que se quer recomeçar,

Mas vem, nessa alma sincera.

3 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Se esperarmos muito a chuva molha-nos até aos ossos.
Gosto de fazer poemas à chuva,mas não gosto de me molhar.

✿ chica disse...

Muito lindo! Mais uma vez, aplausos! bjs,chica

Célia Rangel disse...

Acredito que num abraço, assim despojado, e com chuva para alimentar um recomeço, é amor infinito...
Abraço.