VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

A Menina e a Bruxa

A Menina e a Bruxa

clip_image002

Anoitece e é hora do jantar.

A mãe de Clara pede a ela que arrume os seus brinquedos e venha jantar. Clara dorme cedo para acordar cedo e crescer com saúde.

Clara coloca a corneta na gaveta, o urso na prateleira e as bonecas sobre a cômoda, sentadas, penteadas e bonitas.

Janta e, na hora de deitar, pede à mãe que lhe conte uma história.

A mãe senta-se à beirada da cama, acaricia os cabelos de Clara e imagina uma história com os brinquedos da menina.

Olha para a corneta e não quer nenhuma história que possa fazer com que a menina tenha vontade de se levantar, a corneta tiraria a sua noite de sono.

Olha para o urso e pergunta à filha o que ela acha de inventarem uma história sobre o urso.

A menina, influenciada pela televisão, diz à mãe:

_Vamos deixar o “Zé Colmeia” quieto, senão vem o “Catatau” para ajudá-lo na bagunça. O quarto está arrumado, mãe. Vamos deixar o “Zé Colmeia” quieto.

A mãe, pergunta sobre as bonecas.

_Vamos contar uma história com as bonecas?

A menina responde que as bonecas que têm são boas meninas e está na hora delas dormirem. Ela não quer que as bonecas durmam tarde.

A mãe diz à filha, que se ela não escolher uma história, não terá história antes de dormir naquela noite.

Clara arregala os olhos e diz:

_Tem sim, mãe. A história da bruxa. Ela mora na floresta, no meio do mato, junto com os morcegos e as lagartas.

Clara, me conte da bruxa, diz a mãe.

_Ela é má, mas não come crianças. Ela coloca as lagartas para assustá-las. Ela solta o louco do hospício e o deixa na rua para que todos tenham o que temer. Ela manda recado por email na hora do desenho animado. Ela manda o sorveteiro passar na frente de casa quando a gente está com dor de garganta.

A mãe emenda a história, dizendo:

_Pule as lagartas, não saia longe sozinha porque você é pequena, não veja os emails durante o desenho animado e não tome sorvete quando não puder tomar sorvete.

Clara olha para a mãe e diz:

_Está vendo como a bruxa é má. Fui falar dela e a história da hora de dormir perdeu o encanto.

A mãe diz à filha que bruxas não existem.

Clara diz que está com sono, é hora de dormir e que ela não vai estragar a história do dia seguinte por causa de nenhuma bruxa.

_Amanhã você conta uma história para mim?

A mãe diz que sim. Beija a filha, apaga a luz do quarto e diz à filha que se ela quiser um copo de água, ou, precisar dela, basta chamar.

Nenhum comentário: