VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Desconexão / Crônica de Supermercado

Desconexão / Crônica de Supermercado

clip_image002

Essa crônica nada tem a ver com a psicologia e sim com o Ponto Facultativo do Comércio em Geral.

Padaria? Fechada. Marmitex? Para quando terminar a greve dos ônibus.

Hoje foi trabalhar quem pode e em meio aos jogos da Copa do Mundo, um dia a mais ou a menos, tanto faz. As crianças estão em férias e estão todos bem.

O que são duas horas dentro do supermercado numa manhã igual às outras?

A moça do café não perde expediente, estava lá e o café foi tomado.

O repositor de produtos tentava agradar o gerente:

_Com tanta gente que não conseguiu vir hoje, trabalharei por dois. Imagine se a chefia se irrita com a gente? É nessas horas que o funcionário exemplar corre riscos de demissão. Hoje serei melhor do que em outros dias.

A moça dos avisos repete:

_Atenção senhores clientes, amanhã, dia 28 de julho fecharemos as portas para a entrada pontualmente ao meio dia.

Uma, duas, três vezes.

Eu, que não sou boba, peguei a fila em frente aos congelados, precisaria descongelar em casa, mas eles chegariam congelados até aqui.

O supermercado se vira bem com os caixas e, todos os clientes compreendem a situação dos que não puderam chegar ao trabalho no dia de hoje.

Surpreendente foi o ponto facultativo do comércio. Abriu o estabelecimento quem quis ou quem pode.

Esse desencaixe de ideias deixou muita gente em desconexão real, sem saber onde fazer as compras, mudando de opção de estabelecimentos na última hora.

Uma manhã de improvisos na rua, com carro elétrico parando por falta de bateria e caminhão da companhia de luz arrumando postes. Todos os motoristas colaborando uns com os outros.

Uma improvisação generalizada que exige o autocontrole para evitar transtornos a si e aos outros.

Se ninguém avisou até agora, ou se alguns não sabem desse ponto facultativo, estejam sabendo e se previnam antes de terem que improvisar.

Ufa! Consegui fazer o que precisava, cumpri as minhas metas!

Mesmo com filas, os supermercados são uma opção para o dia de hoje.

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Novas realidades! Urge que nos adaptemos!
Abraço.