VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

domingo, 22 de junho de 2014

A Continuidade / Crônica do Cotidiano

A Continuidade / Crônica do Cotidiano

clip_image002

Todas as pessoas com quem conversei durante a semana se perguntam como será depois do torneio esportivo denominado World Cup – Copa do Mundo.

Temos mais alguns dias de folga e estamos aproveitando esses dias dos jogos para colocar os assuntos em dia, se é que se pode dizer assim; estamos festejando.

A dúvida é que não tivemos até hoje nenhuma festa com mais dias do que o Carnaval.

Todos nós estamos deixando de fazer algumas coisas em função dos jogos, o segredo é não perder o prazo das contas da luz e da água, as contas de todos nós igualmente. As rotinas estão diferenciadas e logo voltam ao normal.

Em conjunto, pessoas de todas as condições sociais, pensam no que estão deixando de fazer, são atitudes rotineiras que podem ser adiadas como as visitas, algumas saídas e passeios e estudos.

Houve uma observação bastante interessante de um garçom que contava do movimento diminuído e das gorjetas escassas. Ele se resolveu, está aproveitando os jogos e não está gastando com supérfluos. Gosto de gente que sabe aproveitar a vida.

Os alunos terão que se recuperar no mês que vem, não tem jeito. Algumas escolas suspenderam as férias de julho, outras minimizaram as férias de julho para cumprir o cronograma curricular das matérias.

As mercearias dizem que o que não se comeu hoje, geralmente não se come amanhã e estão se preparando para o mês puxado que terão pela frente.

São exercícios de futurologia financeira, mas a retomada da rotina levará uma semana após o final dos jogos, ganhe quem ganhar.

Embora não pareça, estamos todos dialogando e sobre todos os aspectos. Participamos da festa com a torcida para que sejamos campeões, mas olhando para daqui a mais ou menos vinte dias.

Estamos nos arrumando para prosseguir a rotina, mas não sabemos como alguns de nossos amigos se programam, o tempo livre é para o futebol. Sem hipocrisia, é justo que brindemos o futebol, nunca participamos tão ativamente de uma competição esportiva.

A impressão que se tem, no entanto é de final de ano: feriados, eleições, Natal e 2015, com sorte.

Mesmo assim, todos se programam para as suas rotinas de modo a se sair bem nessa rotina de um ano completamente diferente para nós, brasileiros.

O bom desse ano está sendo o diálogo aberto com essa franqueza polida que nos distingue.

De fato, todos nós queremos alguma rotina no dia a dia, mas vamos ver como será daqui a pouco.

Amanhã tem jogo: Boa Sorte Brasil!

Nenhum comentário: