VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Luz Divina



Luz Divina


As cantigas estão nas ruas,

Avisando que o ano declina,

Meio cansado de tantas luas.

Ao lembrar menino e menina,


Que são novas as aleluias,

E que o céu chega e se ilumina,

Anunciando às vidas, que suas,

São essas luzes sobre a campina,


A nascer está o que atenua

Todo espírito que sensina

Em ternura e, que se inclua,

Em seu instante, a chama divina.


2 comentários:

Célia Rangel disse...

Em seus versos, Yayá você tece o belo da ocasião... Doce momento!
Abraço.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! Passando para te cumprimentar e apreciar este belo e profundo poema.

Abraços, um Feliz Natal e que 2016 seja de repleto de realizações.

Furtado.