VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Pão de Trigo

Pão de Trigo

clip_image002

Que venha o cansaço exíguo

Junto ao travesseiro ao lado

E traga o descanso amigo

D’um sonhar apaziguado,

 

Num poema com flor de figo,

Ou, num sonho misturado,

Aos poucos nesse desdigo

Próprio; subconscientizado.

 

Porque a jornada foi o abrigo

Óbvio do muito obrigado,

Ao dia que foi pão de trigo,

Passo a passo feito e assado.

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Alimento espiritual e físico!
Abraço.