VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sábado, 25 de abril de 2015

Folhear

Folhear
clip_image002
O meio, o medo e o anseio,
É nada o vagar,
Num sonho é recreio
De um livro a folhear.

Verseja em meneio,
Conluie ao despertar;
É som de rio cheio
Que acorda o pensar.

É sim, desbloqueio,
Que leva até o mar
Descendo em volteio
Num barco a anotar.

2 comentários:

Nidja Andrade disse...

Folhear o que a vida tem de melhor!...

Jossara Bes disse...


O livro e suas possibilidades, lindamente poetizado!
Beijo carinhoso!