Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

quarta-feira, 11 de março de 2015

A Citação Musical / Reflexão

A Citação Musical / Reflexão

clip_image002

É comum utilizarmos citações, frases de efeito, em textos. São úteis para que nos lembremos dos pensadores, dos filósofos, saibamos do pensamento humano.

Outros de nós, em conversas informais usamos slogans, os quais são úteis para o entendimento daquilo que conversamos.

Esse é o caso da minha reflexão: a palestra de um mestre muito culto.

Ele se utiliza de um refrão, por sinal, impactante e que não vem à história porque não é motivo do texto.

É óbvio que os seus discípulos, por admiração, usam o mesmo refrão.

A admiração não é vulgar.

Agora, quando o refrão,ou, a citação de um pensamento, é utilizada como desdém do que foi explicitada, a frase se afasta de quem a profere e volta-se ao pensador que a compôs.

Não se trata de imitação, a imitação é a ingênua vontade de aprender mais.

Outro dia uma frase aconteceu de ouvir uma frase nesse sentido inverso que é o sentido do desdém.

Bendito ouvido musical que a transformou em algo dissonante e a transformou num acorde sem nexo dentro de um fraseado melódico.

Ocorre que essa frase ainda ribomba nos meus ouvidos como se eu tivesse que procurar um lugar para colocar um acorde que não cabe numa melodia.

É como se eu conhecesse o filósofo e soubesse da sua intenção nessa inserção frasal dentro do texto.

São os meus ouvidos musicais que pedem esse texto como se houvesse um caminho, um sentido entre a frase e o pensador e o motivo de quem a proferiu. Eu desconheço esse caminho musical.

No entanto, sei que é importante essa colocação. A música nada mais é do que um numeral adequado e lógico. Acalmo a mim mesma com esse texto.

Não é um texto fácil, mas precisava ser escrito.

Existem regras em música, uma das quais é conhecida de todos: não adianta insistir em bater na mesma tecla (errada). Quando acontece, a música é deixada para o dia seguinte.

É o que farei com esse texto. Compartilharei com vocês, mas eu mesma o lerei em outro dia com vagar.

Nenhum comentário: