Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Mas acontece que eu te li e chorei! Mar de Memórias – Wesley O. Collyer

Mas acontece que eu te li e choreiclip_image002

Mar de Memórias – Wesley O. Collyer

Wesley O. Collyer trabalhou na marinha mercante e foi comandante de petroleiros, fala da vida em navios com uma clareza surpreendente.

Pelo acaso e sempre o acaso, esse livro caiu em minhas mãos. Através dele cresci, aprendi sobre os marinheiros, sobre a vida e a morte nos navios, os trotes, os inquéritos militares, que cada polícia tem a sua função e que não devem ser confundidas, que os motins acabam mal, que os navios podem afundar, que a vida e dura e que para o agiota só existe um dinheiro, o dele.

Aprendi que as mulheres de vida fácil se expõem aos piores constrangimentos e para elas, isso não é constrangimento, é ofício. Aprendi que, para um marinheiro, toda mulher é nua, eles encontram um jeito de a verem nua e que ela precisa impor o respeito mesmo sabendo que está nua, e viver a sua vida e não se prostituir se não quiser. A nudez e a prostituição são assuntos diversos. Todo o marido deveria saber que a sua honrada esposa já foi vista nua por outro homem e não há como impedir que tal fato ocorra, mesmo que ela seja pura e santa.

Aprendi que, se abrirmos a guarda, o homem covarde entra e espanca quem encontrar pela frente. Ele é covarde por natureza. A natureza muitas vezes é covarde.

Aprendi que todos fazem papéis de tolos, com ou sem a Patética de Beethoven. Aprendi a evitar o crime e aprendi a amar a marinha mercante e as suas exigências.

Um marinheiro que trabalhou 26 anos na Petrobrás, foi Magistrado Federal, Professor Universitário e advogado. Um livro firme, sem meias palavras, mas necessário.

19 comentários:

Vinicius.C disse...

Olá meu amor!!

Alguns exemplos precisam sim ficar em evidencia.

Gostei de tudo que li!

Deixo meu beijo e desejo um ótimo fds!

Nos encontramos no Alma!

Aclim disse...

Sem meias palavras, ótimo.

Abraço, não esqueça que venho todos os dias...rsrsrs

Anônimo disse...

Uma boa resenha. Atiçou-me a curiosidade.
Beijokas doces e um fim de semana maravilhoso Yayá.

Nel Santos disse...

Oi, Yayá!!!

Tão bom quando encontramos pelo caminho pessoas que nos ensinam lições sobre a vida, não é?
Também amo ler! Me deixou curiosa para ler esse livro...

Beijosss

Artes e escritas disse...

Vamos aos dados: Wesley O. Collyer, Mar de Memórias, Florianópolis: editora Nova Letra 2006 Eu comprei no grupo das Livrarias Curitiba/Livrarias Catarinense.
Sites devidamente copiados da sacolinha de livros: www.livrariascuritiba.com.br e
www.livrariascatarinense.com.br

Um abraço, Yayá.

Maggie May disse...

os livros são sempre fontes de aprendizado.

Anônimo disse...

É uma delícia passar por aqui e reflectir com o que surge diante dos olhos. Aliás, já estou a ficar preso a estes momentos em que visito este local. Naturalmente porque continuo a gostar.

Boa noite (quando escrevo agora, em Portugal, ao anoitecer).

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

Personagem real maravilhoso e uma entre tantas grandes lições do texto:
"Aprendi que, se abrirmos a guarda, o homem covarde entra e espanca quem encontrar pela frente"

Rafael Castellar das Neves disse...

Sim...todos mesmo...e muitas vezes ser tolo é uma opção para manter a situação...

[]s

Joelson disse...

Cada linha com ao menos um ensinamento e grandes verdades.
Abs.
Joelson

Vera Lúcia disse...

Yayá,

Diante de seus comentários fiquei antenada para ler este livro.
Beijos e um ótimo final de semana.

MARILENE disse...

Não li a obra, mas sua sinopse desperta interese. Nada conheço da vida na marinha, além do que é sempre tratado em filmes.

Bjs.

Anônimo disse...

Nel

o incrível dos livros é isto, eles nos fazem viver outros mundos, conhecer e experimentar até as sensações de outras realidades, de outras formas de vida. Nos sentimos inseridos no contexto das histórias que lemos e isto é fascinante.

Ótima sugestão de leitura esta sua, o universo tão diferente e distante dos marinheiros.

Beijos!

Anônimo disse...

Yayá,

li a Nel e me confundi no nome

Perdão e um beijo grande Yayá!

Vivian disse...

Bom dia,Yayá!

Fiquei curiosa!Parece um história bem forte!Sou louca pelos livros...rsrsrsr
Beijos pra ti!
Bom final de semana!

Clau disse...

Fico feliz com suas visitas, e é tão gostoso quando venho aqui no seu cantinho e leio as postagem... Sinto-me feliz demais...

Célia disse...

Yayá, livros são fonte de aprendizados eternos. Leio muito. E, acabo de ser incentivada por mais esse livro também. Seus pertinentes comentários sobre vida: homens e mulheres, discernimento de personalidades e comportamentos humanos são temas sempre instigantes. Obrigada pela dica! Abraço, Célia.

Vinicius.C disse...

Eu novamente.. rs

sempre que posto respondo o carinho dos amigos nos posts anteriores enfim.. deixo meu beijo e desejo a vc um ótimo dia!

Te espero no Alma!!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Gostei de ler.

Bom fim de semana.
Um beijo
oa.s