VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Mas acontece que eu te li e chorei! Mar de Memórias – Wesley O. Collyer

Mas acontece que eu te li e choreiclip_image002

Mar de Memórias – Wesley O. Collyer

Wesley O. Collyer trabalhou na marinha mercante e foi comandante de petroleiros, fala da vida em navios com uma clareza surpreendente.

Pelo acaso e sempre o acaso, esse livro caiu em minhas mãos. Através dele cresci, aprendi sobre os marinheiros, sobre a vida e a morte nos navios, os trotes, os inquéritos militares, que cada polícia tem a sua função e que não devem ser confundidas, que os motins acabam mal, que os navios podem afundar, que a vida e dura e que para o agiota só existe um dinheiro, o dele.

Aprendi que as mulheres de vida fácil se expõem aos piores constrangimentos e para elas, isso não é constrangimento, é ofício. Aprendi que, para um marinheiro, toda mulher é nua, eles encontram um jeito de a verem nua e que ela precisa impor o respeito mesmo sabendo que está nua, e viver a sua vida e não se prostituir se não quiser. A nudez e a prostituição são assuntos diversos. Todo o marido deveria saber que a sua honrada esposa já foi vista nua por outro homem e não há como impedir que tal fato ocorra, mesmo que ela seja pura e santa.

Aprendi que, se abrirmos a guarda, o homem covarde entra e espanca quem encontrar pela frente. Ele é covarde por natureza. A natureza muitas vezes é covarde.

Aprendi que todos fazem papéis de tolos, com ou sem a Patética de Beethoven. Aprendi a evitar o crime e aprendi a amar a marinha mercante e as suas exigências.

Um marinheiro que trabalhou 26 anos na Petrobrás, foi Magistrado Federal, Professor Universitário e advogado. Um livro firme, sem meias palavras, mas necessário.

19 comentários:

Vinicius.C disse...

Olá meu amor!!

Alguns exemplos precisam sim ficar em evidencia.

Gostei de tudo que li!

Deixo meu beijo e desejo um ótimo fds!

Nos encontramos no Alma!

Aclim disse...

Sem meias palavras, ótimo.

Abraço, não esqueça que venho todos os dias...rsrsrs

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Uma boa resenha. Atiçou-me a curiosidade.
Beijokas doces e um fim de semana maravilhoso Yayá.

Nel Santos disse...

Oi, Yayá!!!

Tão bom quando encontramos pelo caminho pessoas que nos ensinam lições sobre a vida, não é?
Também amo ler! Me deixou curiosa para ler esse livro...

Beijosss

Artes e escritas disse...

Vamos aos dados: Wesley O. Collyer, Mar de Memórias, Florianópolis: editora Nova Letra 2006 Eu comprei no grupo das Livrarias Curitiba/Livrarias Catarinense.
Sites devidamente copiados da sacolinha de livros: www.livrariascuritiba.com.br e
www.livrariascatarinense.com.br

Um abraço, Yayá.

Maggie May disse...

os livros são sempre fontes de aprendizado.

Armando Pinto disse...

É uma delícia passar por aqui e reflectir com o que surge diante dos olhos. Aliás, já estou a ficar preso a estes momentos em que visito este local. Naturalmente porque continuo a gostar.

Boa noite (quando escrevo agora, em Portugal, ao anoitecer).

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

Personagem real maravilhoso e uma entre tantas grandes lições do texto:
"Aprendi que, se abrirmos a guarda, o homem covarde entra e espanca quem encontrar pela frente"

Rafael Castellar das Neves disse...

Sim...todos mesmo...e muitas vezes ser tolo é uma opção para manter a situação...

[]s

Joelson disse...

Cada linha com ao menos um ensinamento e grandes verdades.
Abs.
Joelson

Vera Lúcia disse...

Yayá,

Diante de seus comentários fiquei antenada para ler este livro.
Beijos e um ótimo final de semana.

MARILENE disse...

Não li a obra, mas sua sinopse desperta interese. Nada conheço da vida na marinha, além do que é sempre tratado em filmes.

Bjs.

Van disse...

Nel

o incrível dos livros é isto, eles nos fazem viver outros mundos, conhecer e experimentar até as sensações de outras realidades, de outras formas de vida. Nos sentimos inseridos no contexto das histórias que lemos e isto é fascinante.

Ótima sugestão de leitura esta sua, o universo tão diferente e distante dos marinheiros.

Beijos!

Van disse...

Yayá,

li a Nel e me confundi no nome

Perdão e um beijo grande Yayá!

Vivian disse...

Bom dia,Yayá!

Fiquei curiosa!Parece um história bem forte!Sou louca pelos livros...rsrsrsr
Beijos pra ti!
Bom final de semana!

Clau disse...

Fico feliz com suas visitas, e é tão gostoso quando venho aqui no seu cantinho e leio as postagem... Sinto-me feliz demais...

Célia disse...

Yayá, livros são fonte de aprendizados eternos. Leio muito. E, acabo de ser incentivada por mais esse livro também. Seus pertinentes comentários sobre vida: homens e mulheres, discernimento de personalidades e comportamentos humanos são temas sempre instigantes. Obrigada pela dica! Abraço, Célia.

Vinicius.C disse...

Eu novamente.. rs

sempre que posto respondo o carinho dos amigos nos posts anteriores enfim.. deixo meu beijo e desejo a vc um ótimo dia!

Te espero no Alma!!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Gostei de ler.

Bom fim de semana.
Um beijo
oa.s