Loading...
Loading...

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Poema Humano

Poema Humano

clip_image002

Canto o poema urbano,

De olhos contemplados;

Vias de mano a mano.

 

Descongestionados

Passos de cigano

Dobram quina em pano.

 

Feito do que é humano,

 

Sonhos reinventados.

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Se não reinventamos nossos sonhos... envelhecem...
Abraço.