VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Ideia de Mãe, Turma de Filha

Ideia de Mãe, Turma de Filha

clip_image002

Celina estava numa fase de adolescente impertinente, passava o dia pensando em penteados, bijuterias e vestidos novos e estava com notas baixas na escola.

Menina comportada, a orientação escolar chamou a mãe dela para uma conversa.

_Nós sugerimos que a senhora a coloque em alguma atividade extraclasse que ajude a sua filha a se concentrar nos estudos. Pode parecer estranho, mas o lazer programado aumenta as notas escolares. Dentro de alguma atividade que a Celina goste e não seja dispendiosa demais para a senhora, podemos obter muitas melhoras nas atividades escolares propriamente ditas.

A mãe da Celina perguntou à filha o que ela gostaria de fazer além das aulas.

_Eu não sei mãe.

A mãe da garota pediu para que a menina pensasse durante uma semana e depois respondesse.

_Decidiu filha?

_Eu não sei mãe. Veja para mim o que você acha que eu posso gostar e eu vou.

A mãe da menina disse que quem iria escolher a atividade seria a filha. Foi até a escola de balé, até a escola de música, até a escolinha de basquete, até a escola de línguas estrangeiras e marcou várias aulas de demonstração para a filha.

Foram vários dias de aulas experimentais até que Celina escolheu algo completamente diferente: queria aprender desenho.

Celina tinha a sua turma entre as meninas da escola e era dia de saírem juntas para assistirem um filme qualquer na sessão da tarde.

As amigas, ao encontrarem a Celina, perguntaram de pronto:

_Celina, afinal, você é pulga ou pipoca? Você passou muito tempo para escolher o que quer fazer que não fosse aula.

Celina não entendeu o que elas queriam dizer com as palavras pulga ou pipoca e perguntou às amigas.

_Bem, pulga é quando você vai a vários lugares, aproveita um pouquinho e cai fora. Pipoca é quando você se queima facilmente e cai fora como se estourasse.

Depois de tanta indecisão por parte da mãe dela, ela agora tinha que se decidir se queria ser pulga ou pipoca.

Pensou e disse que pulga não era porque não tinha viajado e pulga adora pular de mala em mala.

Pensou em pipoca. Bom, pipoca ela gostava. Porém não encontrou uma resposta adequada para a pergunta.

Comprou um enorme saco de pipoca e dividiu com as amigas durante o cinema.

O filme acabou e, na saída, ela ganhou o apelido de pipoca doce.

Finalmente conseguiu algo bom para dizer às amigas.

Disse que era um amor de pessoa, tão doce quanto à pipoca doce e, sendo assim, da próxima vez que fossem ao cinema, quem pagaria a pipoca salgada para o passeio seriam elas.

Todas riram da “pipoquinha”.

Nenhum comentário: