VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Aprendizado de Ana

Aprendizado de Ana

clip_image002

Certa vez Laura teve que sair para resolver alguns assuntos no centro da cidade.

Ao sair de casa começou a chover.

Voltou para casa para pegar a sombrinha.

Ao sair novamente, deu uma rajada de vento e descosturou a sombrinha.

Voltou para casa a fim de pegar outra sombrinha.

Ao sair de casa o sapato descolou sem motivo aparente.

Voltou para casa a fim de trocar os sapatos.

A família dela caiu na risada com as trapalhadas da saída.

Ana não sorriu e disse para a garota que ficasse em casa.

_Como?

Ana era a empregada e falava com ar de autoridade.

_A conta vence hoje?

Laura disse que não. A conta poderia ser paga até o final da semana.

_Fique em casa.

A mãe de Laura perguntou o motivo daquela ordem.

Ana não se fez de rogada e disse:

_Por acaso a senhora não sabe que estas coincidências acontecem para o bem? Não se teima com elas. Quando acontece um atrapalho, como o de começar a chover ao sair de casa, pode-se voltar para apanhar a sombrinha. São fatos corriqueiros que acontecem. Mas, quando acontecem várias coincidências ao se propor alguma ação, é melhor não teimar. Algo bastante desagradável pode acontecer e não se sabe exatamente o que é que pode acontecer. Se a conta não vence hoje, Laura fica onde está. Conosco e em segurança.

A mãe de Laura olhou para Ana, pensativa. Virou-se para Laura e disse que Ana estava certa.

_Fique conosco. Eu não veria os fatos por este lado, mas ela viu. Se ela viu, está visto. Eu não sou supersticiosa, mas as coincidências foram seguidas. Amanhã você paga a conta. Por hoje chega disso.

E não aconteceu mais nada com os pertences de Laura naquele dia e Ana, que era da Igreja Assembleia de Deus, ficou contente por Deus ter protegido a Laura.

Obs. Esse texto é uma homenagem a uma querida secretária.

5 comentários:

Néia disse...

Oi Yayá...Acho que às vezes estas tais coincidências são sinais e então é melhor levar a sério. Um texto leve e gostoso de ler. Beijos.

✿ chica disse...

Também acho que sinais assim existem...Legal te ler!bjs,chica

Sor.Cecilia Codina Masachs disse...

Hola Yayá! Ciertamente son muchos inconvenientes para salir a la calle, pero como yo soy una tozuda, pasara lo que pasara, saldría hasta haber realizado lo que quería hacer.
Gracias por este relato y homenaje .
Un abrazo
Sor.Cecilia

Reflexo d'Alma Fase 2014 disse...

Boom dia Yayá!
Ouvir a Deus atraves dos
mais atentos
é sempre para nosso bem.
Linda postagem.
Bjins

CatiahoAlc./ReflexodAlma

Imaginário disse...

Oi, Yayá.
Uma satisfação sempre poder ler-te.
Tenhas um belo final de semana.
Saudades.
Gilson.