Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Ponto de Fuga

Ponto de Fuga

 

De poemas não acadêmicos,

Constrói-se esse carnaval

Nas frestas, janelas, grêmios;

No gesto e na alma imortal.

 

Os títulos não são endêmicos,

Mas, fuja-se do banal;

Prelúdios, ao ser, são prêmios,

Na fuga ao intelectual.

 

Vertentes não fazem boêmios,

Corroem a qualquer vestal.

Da graça são esses abstêmios;

Que brinde-se ao ser normal.

 

Descanse o tempo aos eufêmicos,

Que trocam horas ao aval,

Tentando que seja menos...

Querendo o tempo seu igual.

 

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Vivemos uma ópera sem um bom regente... Há muitos factoides no ar, claro com segundas e terceiras intenções!!
Bj. Célia.