VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Poema Insólito

Poema Insólitoclip_image002

Quem cuida do descuido?

Ninguém! Num improviso

Resolve-se, contudo,

O credo e o seu benzido.

Nessa arte do vale tudo

Que liga esse sorriso

Suspenso e meio confuso

A um décimo inaudito.

Agir nesse impreciso

Requer esforço e estudo.

Deboche que não é visto;

Cuidado é sobretudo.

Nenhum comentário: