Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Palavras que Não são Minhas

Palavras que Não são Minhas

2015

As palavras não são minhas e não são resoluções de Ano Novo, simplesmente aconteceram.

1º - De hoje em diante eu acredito!

Estou cansada de gente que não acredita em nada, que acha que a juventude é vazia, que diversão não existe e que o mundo não tem jeito.

Estou sem paciência com todos os donos da verdade, que de tão donos da verdade se esquecem de que, de vez em quando, todos erram.

Hoje decidi acreditar que os meus amigos são, de fato, meus amigos.

Tomei ciência de que a grande maioria dos pais e mães quer o melhor para os seus filhos.

Hoje senti que me faz bem me preocupar com quem está ao meu lado.

Entendi o sentido de fazer bem sem olhar a quem, pois, somente Deus, sabe quem precisa e não eu.

Hoje senti uma alegria nova ao ver a vida de outro jeito. Ontem me deitei para dormir e acordei sorrindo como se houvesse uma mudança extraordinária dentro de mim.

Ontem não bebi para comemorar a passagem de ano, aliás, eu não bebo nada alcoólico.

Mas, hoje, acordei com essa sensação de ser aceita do jeito que sou, com a minhas procrastinações, com essa mania de andar de havaianas dentro de casa.

Hoje não quero ser mais moça ou mais velha, a idade não importa quando por dentro, sou outra pessoa.

Sinto como se tivesse deixado para trás toda a minha rabugice e quero contentar a quem encontrar pelo caminho.

Ontem, ainda ontem, eu cumpria a meta de jantar em família sem atrapalhar. Hoje acordei com vontade de ajudar. Ajudar com o que eu puder, sem me preocupar muito com a tarefa e o tempo que levará. É feriado e não tenho nada para fazer.

Saí apenas para desejar Feliz Ano Novo aos vizinhos.

Eu não sei como é que isso se deu, mas na minha alma algo positivo aconteceu.

De ontem para hoje.

Quem conversou comigo ontem à tarde não sabe do fascínio que sinto por esse novo eu, o qual eu mesma me dei conta ao acordar.

O mundo irá dizer que foi algo que eu comi. Eu tenho certeza que não.

Deixei a falta de fé no ano passado. Parece que a vida sorriu para mim.

Hoje não quero criticar, reclamar, falar de coisas sérias. Estou gostando de conhecer essa alegria nova que veio ao espírito. Alegria que eu desconhecia por completo mesmo tendo aquilo que o dinheiro pode comprar.

Hoje, agora sim, isso é um “milagre”: não quero comprar nada novo e não quero nada especial.

Como o que sobrou do jantar de ontem como se a refeição fosse nova e recém-preparada e agradecendo o sabor de cada alimento.

Se hoje fosse ontem, eu estaria planejando detalhadamente cada dia e fazendo prospecções para os meses vindouros. Mas, hoje, não consigo pensar em futuro. Usufruo a vida como se tivesse ganhado uma alma novinha em folha.

E me parece que não tenho doença alguma, ao contrário, estou saudável, em acordo com a minha idade.

Ora, isso lá é idade para me sentir renovada?

Aconteceu!

Hoje acordei contente e com vontade de acreditar nas pessoas, na vida e no futuro.

E aconteceu comigo, eu que não acreditava até ontem que tal coisa pudesse me acontecer.

Hoje eu tenho que refletir. Eu preciso saber como é que eu vou lidar com tal sentimento.

Esse negócio de acreditar, essa surpresa, essa disposição... E vou me olhar no espelho mais uma vez. Para sorrir porque hoje acordei feliz.

3 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Querida amiga isto vai ter de acontecer nos próximos dias. Nos 365 dias do ano.
Precisamos de mudar a nossa forma de viver e de pensar acorrentada a formas feitas e comportamentos gastos.
Penso também assim já faz alguns anos.
A vida também nos ensina...

IDERVAL REGINALDO TENÓRIO Tenorio disse...

Bela reflexão, belo estalo, belo depoimento, todos deveríamos
segui-lo. Um abraço Iderval.

Marcos Alderico Rodrigues dos Santos disse...

Gostei demais do que li, uma revolta que emocionou e me encheu o dia de esperanças, essa que todos precisam para viver. Parabéns por esse momento, volto sempre para te ler.
FELIZ 2015.