Loading...
Loading...

terça-feira, 8 de julho de 2014

Racionalização

Racionalização

clip_image001

Acabo de assistir o jogo Brasil1 X 7Alemanha.

Mesmo não sendo psicóloga e pouco entendendo de futebol, tiro as minhas conclusões, que pelos motivos expostos não deverão ser levados a sério.

Jogamos com nove jogadores enquanto que a Alemanha jogou com onze. O Neymar está se recuperando da fratura e o Thiago Silva, que ganhou o segundo cartão amarelo na partida contra a Colômbia não pode jogar.

A equipe foi constrangida com os desfalques para o jogo de hoje, dia 08 de julho de 2014. Não houve tempo de reorganizar uma segunda equipe campeã.

Comentei agora a pouco que, talvez fosse melhor colocar todo o time reserva em campo para poupar a equipe desfalcada. O Felipão (ainda merecedor do nosso respeito) assume a responsabilidade e o jogo da semifinal de sábado será diferente, o Thiago Silva volta ao time.

A equipe se acertou no final do jogo e fez um gol. É um começo e é preciso recomeçar como se fosse um jogo de eliminatórias para decidir quais times jogarão na Copa do Mundo.

Assisto aos jogos de casa, respeito as minhas emoções, e os comentários são particulares, mas hoje não consegui ficar sem trocar ideias com vocês. 7 x 1 dói.

Dói mais porque as circunstâncias foram modificadas da semana passada para essa semana.

Não se pode exigir que houvesse super-homens. Qualquer um sabe, através da sua experiência escolar de trabalhos em equipe que a nota mais baixa fica com a equipe que teve os seus integrantes trocados no curso das pesquisas e das anotações.

É desagradável, mas esse é o fato que temos hoje.

Se tivermos alguma certeza é de que a violência leva às injustiças.

A Alemanha ganhou porque estava com a equipe completa. Não se pretende dizer que, se a nossa equipe estivesse completa, ganharíamos o jogo. Mas não perderíamos de sete a um.

No próximo sábado teremos jogo e ainda não sabemos quem será o adversário da partida. Sabemos que o time estará melhor, mais entrosado.

Que ganhe o melhor time!

Desabafei e vou refrescar as ideias. Obrigada a quem tiver a boa vontade em ler este desabafo.

5 comentários:

Ivone disse...

Yayá, li, estou contigo nisso, triste também, mas que fazer?
Nada né amiga, nem quero opinar por aí, também não entendo de futebol, entendo de alegrias e eu queria, assim como todos os brasileiros, ver nosso país indo para a partida final saindo vencedor!
Vamos torcer na próxima partida que será, quem sabe, bem melhor!
Abraços apertados minha linda amiga!

Ingrid disse...

pois é....
beijos.

Jorge Lopes disse...

Depois da tristeza de ver Portugal ser cilindrado por essa Alemanha, sinto uma nova tristeza por ver essa mesma Alemanha "esmagar" a minha segunda equipa. Assim é o futebol!

Eduardo Maria Nunes disse...

Por amor muita gente chora!
lágrimas de dor, sonhos traídos
já não se fala português na copa
depois 4 + 7 golos sofridos...

Um abraço para você amiga Yayá.
Eduardo.

Célia Rangel disse...

Não há o que se comentar. Assistimos a uma aula de futebol, de civismo, de ética, sem dancinhas, firulas ou desdém... Apenas profissionais responsáveis. Temos muito a aprender, a estruturar, a dar valor em muitas prioridades em nosso país.
Abraço.