VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Personalização de Ambientes / Crônica


Personalização de Ambientes / Crônica

     Olha só o que eu aprendi hoje: personalização de ambientes.
     A personalização de ambientes é diferente da decoração de um ambiente, onde existem regras para a colocação de móveis em relação às janelas e portas, corredores e outros infindos detalhes que eu nem sei contar; isso é para especialistas.
     A personalização é deixar o seu ambiente em acordo com o seu momento e até pode sair barato, em termos de custos.
     Pode ser uma mudança de móveis de um lugar para outro dentro do mesmo lugar, mas não necessariamente.
     O contraste entre as coisas que compõe o ambiente é uma ideia boa, mas um organizador de plástico pode compor um ambiente informal e ficar adequado.
     Os móveis antigos com os quais se tem afinidade devem ser encaixados no seu ambiente. Um móvel antigo muitas vezes não tem nada a ver com algum ambiente formal, mas, se tem a ver com você, você não deve colocar fora porque estraga a decoração.
     Uma casa precisa de adereços tanto quanto as mulheres gostam dos seus enfeites, e os homens das suas gravatas, carteiras e cintos.
     Um livro, alguns cds ou revistas, desde que atualizadas, dão um toque de originalidade. Alguns enfeites baratos de vidro ou os caros, de cristal, e até mesmo de madeira podem fazer a diferença.
     Uma das ideias que recebi hoje, simplesmente pareceu genial. A vendedora de uma loja contou que um truque para mudar o visual de um ambiente sem mexer em nada é comprar passadeiras em tons diferentes. Quando se quer mudar o envolvimento do humor com o ambiente, muda-se a passadeira e coloca-se uma em tom chamativo.
     Quanto às passadeiras, aquele tapetes estritos e compridos, ela deu três sugestões conforme descrevo a seguir: uma passadeira em tom próximo ao seu piso, para fazer uma combinação de tom sobre tom, para que poucos observem com função decorativa e pensem que é uma passadeira funcional; Outra sugestão é uma passadeira de tom forte e que faça saltar as suas cores do piso dando a ideia de que está ali de propósito e é objeto de decoração; a última sugestão é a passadeira de tom pastel, contrastando com o tom do piso, mas suavizando o ambiente, sugerindo uma ideia de que aquela passadeira está ali faz tempo e é bem vinda ao ambiente.
     As frases feitas também foram instrutivas:
     "Tapete grande é sinal de piso precisando conserto e tapete pequeno é tapa buraco."
     Vieram outras ideias como uma fruteira sobre a mesa ou, ainda sobre a mesa, um pequeno vaso de flores naturais ou artificiais, dependendo do gosto pessoal.
     O material de estudo colocado de forma que possa ser visto como agradável a quem for utilizá-lo.
     Enfim, a casa é sua e o desenho que você faz dentro dela também é seu.
     Todas essas ideias parecem ser de decoração, mas são de personalização.
     A regra válida é de que a pessoa se sinta bem dentro do seu espaço com coisas antigas e novas, detalhes que indiquem um estado de espírito e pelo tempo que desejar.
     Para se mudar alguns detalhes e apreciar o conforto que aqueles objetos causaram num determinado momento.
     O final da semana aí está e é uma ideia para se reciclar com o possível, procurar objetos nos armários e mudar alguma coisa aqui e outra ali.
     Além de tudo, o exercício aquece e ajuda a passar o frio sem sentir.
     Bom final de semana!  
        

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Amei as ideias, pois "oxigenar" ambientes só nos faz bem!
Abraço.