Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

sábado, 1 de julho de 2017

Estrutura / Comentário

Estrutura

     Diversas pessoas perguntam como é que funciona essa estrutura de vida. Os cristãos, provavelmente sabem, mas vamos lá explicar como é que funciona.
     Em primeiro lugar: Deus
     Muita gente já ouviu essa expressão, mas não sabe o que significa. Seguimos a Bíblia e  nos colocamos à vontade de Deus.
     Essa é a maneira cristã de dizer o ditado, que os católicos assim expressam: Nós fazemos planos, mas Deus faz os Dele para nós.
     Os cristãos procuram os planos de Deus antes de fazer os próprios.
     Estando em acordo com o que está escrito, seguimos com os planos.
     Sabemos que o medo, a angústia e outros sentimentos negativos não são dos planos de Deus e lutamos constantemente para não nos deixarmos agir contra a vontade de Deus.
     Os meus amigos católicos têm razão, temos uma maneira diferente de perceber os acontecimentos.
     Outro dia, li um folheto da Igreja Universal. Apareceu a diferença? Nós lemos os folhetos das outras igrejas porque Jesus Cristo é mais importante que a denominação da igreja. Está escrito que o que vem de Deus é benigno. Leia-se o livro dos Salmos 86,15.
     Cada pessoa tem um relacionamento pessoal com Deus. A partir desse relacionamento pessoal com Deus, a pessoa se relaciona com a família, que constituem a casa onde se faz devoções diárias à Deus.
     As devoções diárias existem como se fossem a leitura de um jornal. Partimos do pensamento de que as Boas Novas se renovam diariamente e quem não quer ler notícias boas?
     Antes de ouvirmos as notícias matinais, e as ouvimos ou lemos na internet, verificamos as novidades de Cristo.
     Depois da família, sabemos das notícias da igreja, pelo menos semanalmente.
     O foco muda da busca da própria felicidade para a felicidade de todos e procuramos servir à Deus em todo e qualquer relacionamento com o próximo.
     Esse modo de pensar não exclui o lazer, mas até mesmo o lazer é pensado de maneira a sermos bons para nós mesmos e com o próximo.
     Daqui a pouco vem mais gente perguntar como é que funciona esse estilo de vida.
     Eu responderei com a máxima: Nós esperamos no Senhor: Isaías 40,31.
     Não se espera nada de ninguém, mas de Deus.
     E vem gente e vem gente a perguntar.
     Agora, sobre o perdão, o melhor texto que li foi o da Igreja Universal.
     Quando é que se perdoa? Só se perdoa quando não se é prejudicado com o perdão. Se há derrota em Deus, não é perdão, é engano.
     E daì? E daí a gente pede para que Deus guie aquela pessoa para que ela se vá e não erre mais: João 8,3,11.
     Conceito que vale para nós mesmos caso erremos.
     Outro assunto: o nosso dia é ocupado como o dia do servo do Senhor. Não sobra tempo inútil no sentido de encontrarmos o enganador por estarmos sem servir a Deus.
     Penso que delineei com clareza. Bom final de semana para vocês.       

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Pontos fortes em sua postagem que se tornam parâmetros para Deus em nossa vida.
Abraço.