Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Lojista Otimista / Crônica do Cotidiano

Lojista Otimista / Crônica do Cotidiano

     Pessoa agradabilíssima. Estava olhando vitrines, quando demorei um pouco defronte a uma delas e a lojista perguntou se algo seria do meu agrado.
     Eu disse que fazia tempo que não passava por ali e aguardava as novidades para o calor, que pelo que tinha visto na vitrine, ainda não chegaram às lojas.
     Ela começou a dizer que esta seria a última esfriada do ano e que já estava preparando a vitrine para a nova estação e, que a partir da semana que vem a vitrine da loja mudaria.
     Convidou para passar outras vezes na loja e olhar os produtos.
     Explicou que a última semana de agosto é uma espécie de liquidação programada com preços bastante baixos, porque é nessa época que se vendem as sobras do estoque que sobra do inverno.
     _Não se engane, quando os novos artigos chegam, alguns preços desse mesmo estoque de inverno, se tiverem numeração e forem artigos que podem ser usados em outras estações e ano seguinte, voltam ao preço normal. Nós fazemos estes preços porque não temos as novidades e faltam numerações de muitos artigos, é assim que nos mantemos em época de mudança de estação.
     Com tanta simpatia, perguntei se ela mesma chega a comprar alguma peça da liquidação.
    _Eu compro o que posso usar durante o dia a dia e, penso antes de comprar como qualquer consumidora. Eu fico em pé entre dez a doze horas por dia e tudo o que uso deve ser confortável e ficar com boa aparência durante o dia inteiro. A roupa não pode amassar e os calçados com solado almofadado para que não machuquem os pés.
     Ela mostrou o que estava usando que estava na vitrine.
     Eu disse a ela que estava aprendendo muito com ela.
     _Não se agradou de nada? Compre algo barato para se lembrar da loja e voltar outras vezes.
     Comprei. Algo barato. 
     O otimismo contagia. Ainda tomei um café antes de voltar para casa.
      
       

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Essa pessoa não é só vendedora. Ela tem a estratégia em ser agradável e, assim, conquistar a cliente!
Gosto dessas suas crônicas. Incluo-me nas mesmas... Narrativa excelente! Obrigada!
Abraço.