VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

À Procura de Edson Prado…

À Procura de Edson Prado

clip_image002

Edson Prado passou por uma situação no mínimo curiosa.

Estava ele em busca da matéria, quando soube que o motorista do Jornal do Blog estava noutra atividade onde a proprietária do blog foi buscar pães no supermercado para se encontrar com a crônica.

O repórter não teria tempo para tomar ônibus e, se quisesse a matéria publicada no dia, teria que pegar um táxi para se dirigir ao local da matéria.

Entrou no automóvel e ficou surpreso com o reconhecimento da sua pessoa pelo motorista.

_Sei que o senhor faz matérias para o blog, leio as suas matérias. O senhor é claro e objetivo.

Ele ficou contente.

_A minha vida dá matéria para o senhor. Por que o senhor não me entrevista?

Edson cortês pediu a ele que expusesse o motivo da matéria como se fosse à sinopse, ou o resumo, de um filme.

O motorista, com toda a firmeza educada possível, disse:

_A tarifa está defasada. Eu e os meus colegas estamos trabalhando por amor à profissão.

Iria contar dos seus gastos mensais, mas Edson o interrompeu:

_Eu compreendo que os gastos de manutenção mensais sejam elevados.

Ele mudou de argumento:

_O senhor observe a tarifa do ônibus e a compare com a tarifa do táxi. Nos últimos cinco anos, quantas vezes a passagem do transporte coletivo subiu? Agora o senhor verifique quantas vezes a tarifa do táxi subiu. O senhor não precisa conferir, eu lhe digo: nenhuma.

Edson pediu para que ele concluísse o seu raciocínio.

_Dependendo do número de passageiros a tomarem os assentos, pegar táxi custa mais barato do que tomar ônibus. A bandeirada terá que subir, é questão de tempo.

Edson explicou que para ele seria difícil fazer uma matéria pró aumento de gastos por parte da população, embora fosse de argumento consistente.

_Eu escrevo para o blog de vez em quando. As matérias do blog são culturais. A política e a economia ficam para os blogs articulados. Eu sinto muito, mas o senhor pode e deve procurar outros meios de comunicação para dizer do trabalho diuturno de um carro de praça, dos problemas enfrentados pelos taxistas. A partir daí, quem sabe, a tarifa pode ter aumento. O senhor sabe que o aumento da tarifa pode diminuir o número das corridas e essa é a questão principal ao se cogitar todo aumento de custos.

O motorista entendeu as dificuldades do Edson e o repórter agradeceu a confiança depositada nele.

_Pelo menos desabafei. Eu precisava dividir com alguém a minha vida. Os passageiros entram no táxi e, muitas vezes dividem conosco os seus problemas. Hoje foi ao contrário. A sua companhia me fez bem, senhor Edson.

Edson desejou uma boa renda naquele dia. O motorista desejou que Edson fizesse boa matéria para o blog.

ATENÇÃO: O BLOG NÃO SE RESPONSABILIZA PELOS TEXTOS DO PERSONAGEM EDSON PRADO.

_Que canetada que eu levei do blog...

PS. A BLOGUEIRA VOLTA APÓS A REUNIÃO COM O REPÓRTER EDSON PRADO

Um comentário:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

O Criador e a Criatura!
O Edson Prado, está ficando famoso! Parece um repórter honesto, em suas abordagens. O jornalismo precisa mesmo de profissionais assim:éticos. Boa matéria, Yayá!
Um beijo,
da Lúcia