VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Vestibular–Ficção Científica

Vestibularclip_image002

Joana lembra a história da bisavó, Teresa Piedosa, que veio para o Brasil depois da construção da imigração italiana ao Brasil. Famílias inteiras foram separadas em nome da fome. Na sua família haviam apenas mulheres e crianças quando tomou a decisão. Os homens tinham morrido em um acidente nas minas de carvão. Teresa era costureira e tinha um filho de dois anos chamado Tiago. Deixou a sua mãe, Alzira com 65 anos, e a sua irmã Luzia, de 35 anos, também costureira, na cidade de Torino. Largou o emprego na alfaiataria Belos. Pegou um navio sem se importar consigo mesma, se importava apenas com o filho Tiago.

Desembarcou no Rio de Janeiro em fevereiro de 1.895.

Um carregador de navios ajeitou a vida da moça de 27 anos e ela se empregou como lavadeira de um hotel, depois foi parar nas fazendas de café, em São Paulo. Carlo, um imigrante de Gênova, que a tratou com respeito durante a viagem, trabalhava na fazenda Girassol. Ele como lavrador, ela foi trabalhar como cozinheira da casa grande.

Enquanto Joana lembrava, os Cinzas, extraterrestres humanóides da cor cinza, em seu disco voador, assistiam tudo na tela de projeção de leitura de pensamentos, observava-se a expressão fisionômica de Joana, uma jovem de dezoito anos em fase pré-vestibular.

Amci2, o mais cinza e mais baixinho contava com 0,90 centímetros de altura, e que não sabia o que eram aquelas imagens, anotava todas as características desconhecidas sobre estes seres diferentes do que conhecia no planeta Ágape25. Chama Pzeg522:

_Observe, Pzeg522. Eles usam os olhos para se comunicarem qualquer espécie de emoção.

_O que são olhos?

_São essas formas ovaladas que parecem uma micro galáxia que ficam abaixo do occipital e acima dos orifícios aeróbicos.

Pzeg522, impressionado, colocou estes dados no seu PC para pesquisar mais tarde.

Neste estado que a abdução extraterrestre produz em humanos terráqueos, os pensamentos mudam como um devaneio; Joana começa a pensar nas baladas do fim de semana.

_Senhor Amci2, a tela mudou. O que é que vemos agora?

_Oras, Pzeg522, isto é uma simples sessão de barulho e reaperto. Eles chacoalham para verificar quais peças do organismo estão soltas e depois uns ajudam os outros a se reapertarem sob a luz pulsante. Para não ouvirem o barulho dos ossos se agrupando, eles colocam aquele som surdo e ritmado. Deve ser um anestésico.

Pzeg522 correu ao computador e digitou tudo o que havia ouvido, e pergunta:

_ Quando a devolveremos ao seu habitat?

_ É só esta noite Pzeg522, Amanhã ela acordará normalmente no seu ambiente natural, de onde a trouxemos.

Pzeg522 pensou, pensou e bolou um plano: ele colocou um teletransmissor no dente canino da moça e continuaria estudando a espécie humana.

No dia seguinte, Joana acordou bem, foi às aulas, tudo igual ao que sempre fazia nos seus dias. Porém, quando voltava para casa, no começo da noite, algo aconteceu. As luzes vermelhas dos semáforos a incomodavam. Tinha a estranha sensação, somente quando via o semáforo com o sinal vermelho, que um destes era animal e iria devorá-la. Chegou à sua casa e percebeu que as luzes amarelas das lâmpadas deixavam-na melhor.

Após alguns dias com esse mal estar, ela achou que estudava demais e saiu com os amigos para se distrair.

Enquanto isso, na nave dos cinzas, que por motivo de manutenção ainda estava na órbita terrestre, Pzeg 522 andava muito agitado, coisa que não era o seu costume. Preocupado com o tele- transmissor na criatura, ele não se concentrava em suas atividades.

Amci2 desconfiou do comportamento de colega. Os cinzas tem uma particularidade, eles não mentem. Se mentirem, a verdade aparece numa barra rolante na testa, não mentem porque não podem. Ele, então perguntou:

_ O que há de errado Pzeg522?

_ Você é doido, Pzeg522. Com aquele teletransmissor a criatura entrará em contato conosco cada vez que vir uma luz vermelha. A luz vermelha significa telefone, lembra?

_ Esqueci, vamos abduzi-la para a nave? Respondeu muito aborrecido e triste.

_ Se fizermos isso, ela ficará da cor cinza e quebraremos o regulamento das expedições. Não existe criatura humana da cor cinza e nós não modificamos a natureza de nenhum ser.

_ Mas, e se descermos a Terra?

_ Viramos Objeto de Experimento Cirúrgico.

Pzeg522 teve outra idéia. Enviaria a energia atrativa invertida com um pedaço de folha coletora de teletransmissores até o local que ela estivesse. O pedaço da folha chegaria até o dente canino esquerdo e traria de volta o objeto lá deixado.

_ Vamos tentar isto agora, respondeu Amci2.

Ligaram a tela do projetor. Aguardavam a hora em que a criatura estivesse parcialmente desativada, ou seja, dormindo.

Joana mostrava inconsciente a intensa atividade cerebral: português, Ronaldo, matemática, Ronaldo, história, Ronaldo, química, Ronaldo.

Para os cinzas, Joana estava com dificuldades no item Ronaldo. Enviaram a energia ovalada de cor prata brilhante. Com muito cuidado guiaram a forma energética até próximo a boca da criatura. Quando Joana, bocejou, sonhando, a forma aproximou o papel atrativo do seu canino e retirou o tele- transmissor.

_Sucesso, festejavam os cinzas.

Amci2, censurou Pzeg522:

_ Não faça mais isso, é perigoso. Ainda não se sabe que efeitos produzirão o contato dos nosso objetos com a atmosfera terrestre. Consulte o regulamento antes de qualquer procedimento.

Pzeg522 aceitou feliz a repreensão.

Joana acordou aliviada, se sentindo bem. Decidiu tirar um final de Sábado todas as semanas para passear e não surtar com tanto estudo.

6 comentários:

Célia disse...

... Yayá!! Surtada fiquei eu... às vésperas do dia do professor... e um embate filosófico desses, cientificamente correto... para provar o quê? Que nossos alunos não estão preparados, principalmente, para a vida? Mauricinhos de escolas particulares X Desbravadores de escolas públicas? Em tempo: também fui "desbravadora" e na minha época, não havia "ficção científica" era via "goela abaixo" mesmo... E, aprendi a ser gente! Sensacional o seu conto que deixa nas entrelinhas inúmeras mensagens! Abraço, Célia.

Cristina Lira disse...

Passando para lhe desejar um bom fim de semana!
E quanto ao post, muito bem discutida a ideia. Bom pra refletir...

Bjos no coração! Fica com Deus.

Acácia Azevedo Studio Pottery disse...

:-))) Yayá, parabéns!!!! Este conto é maravilhoso! Contém tantos embates possíveis, é universal!!! Parabéns, muito bom! Bjssssssss e lindo finds para vc!

Armando Pinto disse...

Gostei, apesar de falar em Ronaldo, o mimado futebolista que não cai muito nas minhas preferências, mas está bem, é mediático. Agora a história está bem engendrada.
Um bom fim de semana.

Sonhadora disse...

Minha querida

Um belo e reflexivo texto...realmente os jovens não estão preparados para o que a vida vai exigir deles.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Rebecca disse...

hola Artes,
quiero dejar un saludo de amistad y desearte un feliz fin de semana en estos días en que el frío se hace más fuerte en mi ciudad, un otono que ha comenzado suave en la temperatura, pero ya se está sintiendo la fuerza del frío.

Un abrazo^^