VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

O Problema Era Outro

O Problema Era Outro

clip_image002

A moça acompanha a mãe na panificadora para a compra dos pães diários.

_Mãe, a encomenda do xampu não veio, a Neusa não comprou durante a viagem. Ela disse que não comprou porque custava 90 dólares. O cabelo dela é maltratado, eu cuido do meu.

A mãe ficou sem jeito de discordar da moça de dezoito anos naquele local.

_Mãe, será que ela não sabe que aqui o xampu custa 150 dólares e eu economizaria? Ela é pobre de espírito, eu pagaria o xampu. Se eu pago aqui, convertido em real, eu pagaria a ela... Ela disse que era caro. Eu senti uma vontade de dizer que ela era horrorosa, mas me contive. Ela não se conteve e quando questionada, me chamou de mimada.

A mãe estava sem graça e olhou para a moça com ar sério para ver se a filha ficava quieta.

_Mãe eu fico quieta, mas eu pago o xampu com o dinheiro do meu estágio.

A mãe ficou a ponto de se comover com pena da filha, mas percebeu que o problema era outro e merecia a sua atenção. A filha saiu visivelmente magoada com a falta de compreensão e a mãe apreensiva quanto aos desejos da filha. Todo o dinheiro do mundo não compraria o que a moça desejava e toda a economia do mundo não resolveria a dificuldade da mãe em dialogar com a filha.

16 comentários:

ONG ALERTA disse...

O dinheiro náo compra o amor de máe, beijo Lisette.

CEM PALAVRAS disse...

Estava afastada e com saudade de ler suas escritas. Sempre ótimas!
beijos

CEM PALAVRAS disse...

Estava afastada e com saudade de ler suas escritas. Sempre ótimas!
beijos

CEM PALAVRAS disse...

Estava afastada e com saudade de ler suas escritas. Sempre ótimas!
beijos

CEM PALAVRAS disse...

Estava afastada e com saudade de ler suas escritas. Sempre ótimas!
beijos

Bergilde disse...

Yayá,conflitos do tipo acho que viví também,mas crescendo a gente aprende o significado e o valor de cada coisa,ou ao menos pensa que aprendeu!
Abraço carinhoso,

Daniel Costa disse...

Apreciei, achei bem escrito e acabei de vislumbrar um género de conto policial, muito do meu agrado. Por dedução, se conclui estar em jogo o bendito amor.
Abraço

Célia disse...

RELACIONAR-SE!! Uma arte que nem sempre dominamos... Nenhuma riqueza supera a riqueza interior do diálogo, do afeto, da compreensão... às vezes quando acordamos para isso... já é tarde!
Bj. Célia.

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Yayá.Muito bom o texto.Você colocou em pauta o diálogo, a necessidade de não se abrir mão dele, seja em que situação for.
A vida sem ele, é por demais complicada.
Um beijo grande, e fique com Deus!

✿ chica disse...

A difícil arte de conviver. Lindo! beijos,chica

*Patricia* disse...

é minha flor, a vida é assim muitos não sabem se expressar, então tentam compensar com bens materias e isso não supre o amor, o carinho e infelizmente muitos não percebem.

Valéria Sorohan disse...

É a vida, como ela é.

Um beijooO*

Vivian disse...

Olá,Yayá!!

Sem diálogo...tudo se complica...
Belo texto!!
Beijos!

AFRICA EM POESIA disse...

apenas poesia
apenas a preocupação
de um mundo melhor
apenas Um dia mais.




UM DIA MAIS


Mais um dia
Um dia diferente
Mais igual
Queria fazer tanto...
E não faço nada
Queria partilhar
E nada partilho
E o mundo...
Assusta-me...
Sinto que ao meu redor
Tanto se sofre...
E gostava...
De ter uma varinha
Varinha de condão...
E ver toda a gente a sorrir...
Mas quero...
Penso...
E sonho...
E vem a realidade...
Acordo e...
Foi apenas mais um dia...
E o amanhã continua igual!...

LILI LARANJO

Armando Pinto disse...

Depois de uns dias de ausência da blogosfera, ao visitar meus sites favoritos logo dou com esta linda descrição, numa narrativa cheia de moral!

Lourdes disse...

Dificuldades de comunicação entre pais e filhos acontecem ainda frequentemente mas, havendo amor e compreensão, tudo se resolve.
Beijinhos
Lourdes