VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Às Mulheres que Amam Demais

Poema Às Mulheres que Amam Demais

clip_image002

Pobre mulher que não sabe o que chora,

Sofre a tristeza do engano a si mesma

Ré de um amor indulgente que implora;

Mágoa que aflora chovendo na teima.

 

Triste senhora que em chamas devora

Seu ego submisso na frágil e intensa

Palha que a seca paixão não consola;

Dor sem sentido no sol de aura isenta.

 

Tarde se faz o remédio de agora

Nesse terrível sofrer que demora,

Antes não amasse a desdenha que inventa.

 

Colhe do amor a partilha e compensa

Esse sofrer sem querer numa imensa

Ânsia chamada viver, sem demora.

20 comentários:

Artes e escritas disse...

Blogarei amanhã meus amigos. A quem ler, o meu abraço, Yayá.

Paulo Francisco disse...

Muito, muito, muito bom.
Ritmo maravilhoso.
Uma canção.
Um beijo grande

Marina-Emer disse...

muy bonitos tus versos yo entiendo leer tu idioma mas no lo escribo bien
besitos amiga mia
Marina

Cris disse...

Obrigada :)
Correu tudo mt bem, foi um óptimo passeio :D

Ingrid disse...

amar,amar,amar..
eita coisa boa!
beijinhos querida!

Célia disse...

... ainda sofro desse mal... sou romântica!
[ ] Célia.

✿ chica disse...

Um dia lindo pra ti também!beijos,chica

ANALUZ disse...

dói-nos o amor porque não soubemos amar primeiro a nós próprios, buscando sempre no outro aquele que nos falta dentro.

sua escrita é fascinante.

beijo grande

Amapola disse...

Boa tarde.

Lindo poema.
Sei bem o que é "amar demais".
Gostei muito do seu blog e estou lhe seguindo.

Um grande abraço.
Maria Auxiliadora (Amapola)

Luna Sanchez disse...

Ah, eu só sei amar demais...

;)

Um beijo.

Ivone Poemas disse...

Lindo como sempre seus poemas!!!Esse que diz o que vai nas almas de todas as mulheres que amam demais, nem sequer pensam nelas, vivem amando por medo da solidão!Ah, isso é tão comum, pessoas com medo da solidão amam, mesmo que nem saibam que o amor pode até ter acabado, mas a ilusão, essa não!!!
Abraços amiga!
Ivone poemas
henristo.blogspot.com

Sir Caramel disse...

How good is your blog. You are very intelligent girl congratulations!

Come help write in our blog we change?

Contact Mrs. Sofia aa he speaks best portuguese I can read better than write. Write caramelqueencat@gmail.com my email and I'll give you the email from Sofia

Your friend Sir Caramel

Jorge disse...

Bom soneto!

Evanir disse...

Querida Amiga.
Me perdoe a demora em visita-la
eu queria ser perfeita para fazer a
felicidade de todas minhas amizades,
pois só assim me sentia muito feliz.
Amo a cada um da mesma forma peço a
Deus para viver minha vitória que
certamente Deus tem preparada para mim.
Uma linda tarde.
Bejs carinhosos.
Evanir.
Te Amo.

A.S. disse...

Eis um lindo soneto!...


Beijos,
AL

*Simone Poesias* disse...

Olá, obrigada pela sua visita e comentário. Volte sempre!!

Precioso poema!! Assim é o amor, nos fazem bem, mas também causa muito sofrimento. Porque amamos de um jeito tão especial que não é compreendido.

Bjinhosss XD

Ana Martins disse...

Oiii

Tem selinho pra você.

http://pequenasepifaniaseoutrosdevaneios.blogspot.com/2011/09/selinho-repassando_20.html

Bjooos

Artes e escritas disse...

Senhor Caramel, sou grata pela lembrança e peço a todos que visitem o seu site e leiam o convite, faço a divulgação, gosto de sites humanitários. Sigo também o site Leia na Tela, com livros disponíveis e ainda outros blogs bastante interessantes. Um abraço, Yayá.

Severa Cabral(escritora) disse...

Muito bom falar de amor,e amar tbm...
Bjsssssssssssssssss

denise dutra disse...

amar.... é tão bom,mas tambem dói tanto .