Lugares Bonitos

Lugares Bonitos

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Uno Divisível

Uno Divisível
clip_image002
Noite

À noite
Os gatos
São pardos,
Os becos
E os medos,
Sussurros
Espúrios;
Gemidos
Sem fim.
Xxx

Divisão

O preço da vida
Assim dividida
No dia, na noite,
É acinte e açoite,
Degredo, ausência
Do bem, da essência
Do amor; o egoísmo.
Xxx

Falso Profeta

Quem sabe a ferida
Da inútil corrida,
Não brinca na sorte,
Bem teme essa morte;
Galinha e panela,
Abelha e colméia,
Iguais no destino.

16 comentários:

Ivone Poemas disse...

Proposital esse lindo poema, pois é mesmo muito difícil encarar a noite a não ser dormindo litaralmente!!!
Essa foi a parte que me tocou, pois não vejo do mesmo jeito uma coisa que durante o dia sempre nos parece amena, mas à noite, ai, a noite!!!Acho que a noite é "açoite"!
Abraços amiga.
Ivone

Célia disse...

E, nisso tudo... vão será o destino do desatino humano! Inteligente o seu poema, Yayá!
Abraço, Célia.

Ingrid disse...

perfeição Yayá..
divisões e sentidos sentimentos..
beijos.

Sonhadora disse...

minha querida

Como sempre é nas entrelinhas que se decifram as palavras.Adorei e deixo o meu beijinho com carinho.

Sonhadora

Jorge disse...

Escrita gostosa!
Uma boa semana aí.

Marcos Souza disse...

Oi querida amiga. Lindos poemas. Saúde e paz. Bjs

Michele disse...

Gostei da tua poesia! Pareceu-me que ela escoa natural.

Um abraço

Ivana disse...

Yayá, boa noite!
Muito inteligente seu poema, um abraço, e uma semana maravilhosa pra você.

lis disse...

Quadras inteligentes Yayá como bem diz nossa Ivana.
falamos sempre que a noite os gatos sao pardos mas bem os vemos todos!rs
e seus gemidos estão por todo lado!infelismente.
grande abraço e boa semana

Elizabeth disse...

Cuánto coincidimos las almas enamoradas de la poesía. Te abrazo amiga querida compartiendo un latido indivisible.

Celso Mendes disse...

Gostei dos três; muito bons e fluentes. O primeiro, em especial, achei uma delícia...

beijo.

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Olá!
Fiquei muito feliz em conhecer o seu blog.
Gosto muito de ler textos e poemas, isso faz com que eu cresça cada dia mais.
A vida se torna interessante, à medida que encontramos pessoas como você.
Grande abraço
Se cuida

Fabrício Santiago disse...

assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog Krasivo. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs

Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Yayá. Eu gostei muito do seu poema, seus versos bem colocados e a sua inteligência, que vejo não só no que escreves, como nos comentários que fazes, em específico o que fizestes no meu poema chamado "JURAS VAZIAS".
Na sua simplicidade demonstra quem és!
Um beijo na alma, e fique com Deus!

Elisa T. Campos disse...

Querida yayá
Gosto de seus poemas assim.

Parabéns.
bjs

Aline Santos disse...

Adorei o jogo de palavras, jogadas aleatoriamente, mas sem preder o nexo que dá sentido a noite em si!
Gostei! =)