Loading...
Loading...

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Viração

Viração
clip_image001
Calor, bafejo de fazer nada
Na pressa e intento de comer poeira;
Garganta seca na água gelada
Na sorte parca de uma coceira.

Torpor e suor de nuvem rachada
Querendo chuva aos pés da soleira
Molhando os braços de uma sacada
E os galhos soltos de uma amoreira.

Cidade de alma desarranjada
Num clima sórdido, quase à beira
Do lapso inerte, nessa afogueada
Manhã de sol inquieta e romeira.

14 comentários:

vidaslife disse...

Belo poema, calor intrigante. Desejo constante que nos faz transpirar, e querer refrescar. Uma linda semana para ti querida e beijinhos carinhosos com certeza.

Célia disse...

Na "Viração" a busca por refresco do corpo e da alma! Bela temperatura! Abraço da Célia.

Severa Cabral(escritora) disse...

Minha querida!
Versos lindos...chega com o sabor de uma amoreira...
bjssssssssssss

manuel marques disse...

Lindos versos.

Beijo.

Paulo Francisco disse...

Simplesmente lindo!
Um beijo

Ana Rita Profirio disse...

Adorei o poema!
achei linda esta estrofe:
...molhando os braços de uma sacada.
E os galhos soltos de uma amoreira.

Beijos!! Tem sorteio lá no blog!!

Paulo Francisco disse...

Voltei pra ler de novo tamanha beleza de imagem.

Ange disse...

Muito lindo a métrica deste jogo feito aqui com as palavras! Parabéns!
Mais uma vez foi um prazer entrar aqui!
Uma linda noite para você!
Lembranças
Ange.

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Yayá. Lindo poema com versos interessantes.
Preguiça que se instala no corpo e na alma.
Um beijo, e fique na paz.

Isabel Furini disse...

Maravilhoso. Um poema que nos faz sentir a "garganta seca".

Paullo disse...

Adorei o blog, os textos, a estética, tudo...parabéns! Sorte minha ter encontrado um espaço tão aconchegante...já estou seguindo e pretendo voltar sempre, se puder me dar uma força também e seguir eu ficaria grato...
www.paullolenore.blogspot.com

Elizabeth disse...

Me ha entantado. Chapeau amiga! Besos.

Aline Santos disse...

Olá! Boa Tarde Flor!
Com você está!
Vim te visitar e me deparei com tão curiosa poesia!
Amei seu poema e achei engraçadinha (fofa) sua "viração" de palavras. Ficou muito boa! ♥

Abraço em seu coração! ^^

Em companhia do luar disse...

gostei do poema, ter personalidade.
passei para avisar que estou retribuindo sua visita em meu blog e alem disso sou um de seus seguidores agora.

outra coisa, vc deixou um comentario sobre um selo, como fazer para pegar?

um abraço.

literaturaearte0809.blogspot.com