VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sábado, 29 de setembro de 2012

Cirurgia Plástica Espiritual

Cirurgia Plástica Espiritual

Olá Amigos,

Neste tempo em que estive ausente, fiz uma cirurgia plástica espiritual e emocional. Poemas não mais os farei, são horas a fio solucionando e selecionando palavras, quando eu desejo que as palavras sejam como um rio depois de chuva intensa. Talvez a prosa diga poemas, mas os poemas que voltem quando quiserem, já que partiram sem me avisar que iriam para outros poetas, outros sonhos, outros cosmos.

Pensei no blog, na escrita, na música, essa não me deixou, nem nos separamos, paramos para saber o nosso melhor caminho.

O tempo para Deus, não existe, afinal ele é eterno, mas amadureci de maneira não desejada. Conhecimentos outros me invadiram de maneira inesperada, mas com muita sabedoria. O que sabia eu sobre o tratamento com células tronco na minha cidade? Nada. Nem imaginava que estivessem em pesquisas na minha cidade. Ah! Esse mundo incrível da medicina, das conversas sobre os tratamentos para o mal Parkinson, para as bactérias que atacam a coluna, etc. Tem gente pagando mais de oitenta mil dólares para testar as inovações, mais uma vez as conversas, crianças com lesões graves. Que mês!

Não tive tempo para abrir o computador, eu estava aprendendo com pessoas desconhecidas, dores desconhecidas, esperanças fantásticas. O futuro chegou, não é mais sonho. Logo os tratamentos com células-tronco estarão disponíveis, mesmo que esse logo signifique dez anos ou mais.

O poema cedeu à medicina, quem diria. A leiga e o cientista, bem que merece uma história, talvez um livro contando da dona de casa que conviveu com a ciência como se fosse um mergulho submarino com professor assistente e, pela primeira vez; fascinante!

Não sei que tipos de textos virão após tanta esperança, tanta fé no homem, sem jamais esquecer aquele que eu amo e não é segredo para ninguém: Jesus Cristo. Ele é Aquele que esteve comigo dia e noite nesse aprendizado. Não, não estive doente. Talvez este seja o motivo dessa sensação de plenitude que o espírito sinta nesse momento.

Por que temos experiências tão contraditórias? Talvez para que o amor seja guia, ou talvez porque o motivo da vida seja o amar o outro.

Eu me sinto mais bonita, por dentro de minha alma.

Um abraço a todos vocês,

Yayá.

17 comentários:

D. Garcia disse...

A vida é cíclica, mas não em repetição como muitos dizem. Cada novo amanhecer trás novas oportunidades, descobertas, caminhos e flores para se conhecer. Algumas flores vêm com espinhos, mas não são do mal, apenas para não nos descuidarmos e nos vigiar o tempo todo sob a proteção divina e do amor.
E cada dia renovamos nossas esperanças para um futuro melhor, porque o que foi ontem nos serve de lição, e o que virá amanhã será nossa prova para compreenderemos cada vez mais essa aventura mágica a que chamamos: Vida!
Belo texto agora em prosa, Yayá! Mesmo 'prosando', a poesia sempre está contida.
Abraços e bom domingo!
Daniel

manuel marques Arroz disse...

Sucesso.

Beijo.

Paulo Francisco disse...

Sentir a alma mais bonita não é pra qualquer um. A escrita chega sem pedir licença (e você sabe). Quanto a medicina, essa sim, evolui espantosamente, pena que nem tudo que se descobre chega de imediato aos pobres mortais.
Um beijo grande.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Senti uma plenitude serena nas tuas palavras, por vezes há sensações e aprendizados que nos fazem ver um caminho desconhecido.
feliz por ti.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Imaginário disse...

Outro abraço para ti, Yayá.
Não sei se já te alertaram, mas tuas palavras estão plenas de poesia, ainda.
Ótima semana a todos/as.
Gilson.

Mona Lisa disse...

São fases da vida!

Viraste uma página e outra se abriu...

Beijos.

Célia Rangel disse...

Desvestirmo-nos de certos hábitos e renovarmo-nos é sempre saudável!
Bj. Célia.

Jorge disse...

Felicidades para os novos caminhos. Se eu fosse poeta diria que fazer poemas é estar distraído!

Paulo Sotter disse...

Que bom que retornas Yayá. Sempre crescemos quando nos debruçamos sobre as dores alheias, quando nos permitimos a solidariedade. Isso torna a alma muito mais bonita. Refleti bastante com teu texto, inclusive quando falas nos avanços da medicina, essas pessoas fantásticas que trabalham com vida, que lidam com o que existe de mais sagrado. Quanto a poesia, por vezes ela nos abandona, pois precisa sobrevoar outros ares, mas sempre volta quando em nosso coração renasce a esperança. Uma linda semana para ti. Um abraço

Jossara Bes disse...

Olá, Yayá!

As vezes paramos, pensamos e nos reinventamos!
No seu caso, percebe-se os efeitos como dizes, da "plastica espiritual"!
A poesia não te abandonou!
És um poema!
Tenha uma linda semana!
Beijos!

Artes e escritas disse...

Amigos, visitarei todos vocês, aos poucos, porque retomo a rotina agora. Um abraço, Yayá.

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

Entrei...e me deslumbrei com palavras vindas da alma...de um coração que apesar de aflito, conhece a grandiosidade de ser quem és.Palavras com tamanha FORÇA que faz do seu leitor...uma ROCHA.
Continue FIRME...
Beijos...fica com DEUS...sempre.

Clélia

OceanoAzul.Sonhos disse...

A paz espiritual dá-nos força e abre-nos os horizontes, crescemos enquanto pessoas. Deus nos permite crescer, é só querer Ouvi-lo...

Tudo de bom, minha Amiga
Um grande abraço
cvb

Graça Pereira disse...

Que bom aproveitar novas oportunidades e escolher um caminho diferente!! A prosa, pode ser a poesia mais bela que um dia se escreve...
Uma yá-Yá madura e bonita!
Beijocas.
Graça

Alma Mateos Taborda disse...

Muy buena entrada! Para leerla varias veces. Un lujo disfrutar en este sitio. Un abrazo grande.

aluap disse...

Um pequeno interregno, por vezes faz bem, mas eu pensei que este momento de pausa fosse para tecnicamente "desintoxicar" o blogger.

Que venha de energia renovada.
Abraço.

Marisete Zanon disse...

Querida, a poesia sempre retorna...A tua experiência abriu portas sim e te digo ainda mais; muitas outras portas se abrirão, pois Jesus é o Caminho, Este a quem te referistes e tenha certeza absoluta que nada foi em vão.
Um carinhoso abraço.