Loading...
Loading...

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Amora

Amora

clip_image002

Lembre-se de você, como era.

Mude o seu pensamento ao agora,

Conte à flor pelo o quê se esmera,

Sinta todos os sóis, embora,

Saiba dessa estação a quimera

Úmida desses dias lá fora.

 

Nesse doce sabor de pera,

Louva-se do cismar de outrora,

Toda a terna esperança, e gera,

Desse tempo longínquo, a flora,

Rubra, que ao seu brotar, cerca e hera,

Seguem por outro caminho à escora.

 

Surja de você a nova esfera,

Paz assim desejada, de hora,

Feita ao tempo relógio, a espera,

Da sela no cavalo à corda.

Seja esse cavalgar nova era

Livre para colher amora.

7 comentários:

Célia Rangel disse...

Livre para colher amora e amores... Ah! Linda infância... Quintal e amoras... Hoje, amores...
Bj. Célia.

La Gata Coqueta disse...



Esta mañana después de levantarme y cuando ya me disponía a salir a la calle, me asaltó la indecisión, de no saber que ponerme...

Y de pronto el niño que aún llevamos dentro me sugirió que me vistiera de felicidad, ya que así cuando me encontrara con los amigos la podría compartir...

No sé si ha sido una idea afortunada o no, pero el hecho es que aquí estoy esperando que la aceptes a través del silencio de las palabras, que son el portavoz de mis sentimientos...


Quisiera que mañana al despertar, el alba te pintará un paisaje lleno de caléndulas de mi parte para ti!!


Un abrazo de despida bajo la alameda de los ruiseñores...


Atte.
María Del Carmen




edumanes disse...

Minha amora negra
Minha doce amora
Fica comigo a vida inteira
Não quero que vás embora
Teus doces beijos
Cor de amora, teus olhos lindos
Teus lábios são desejos
Abraços teus bem vindos!

Boa quinta-feira
um abraço para você,
amiga Yayá.
Eduardo.

Élys disse...

Linda poesia! Que uma nova era chegue plena de liberdade.
Beijos.

XicoAlmeida disse...

De facto a sensação de liberdade plena, quando se olha para trás e sem hesitação se atalha para o caminho certo.
Grande abraço Yayá.

aluap disse...

As amoras e flores silvestres, como deve saber, sempre foram inspiração para cantigas e versos.
Lembro na minha meninice as pessoas que colhiam e comiam amoras, dizer:

-Gostas de amoras?
R:- Sim!
- Então vou dizer ao teu pai que já namoras!

Recordar é Viver!

AquilesMarchel disse...

lembre-se de você como era.....


esse início valeu o texto todo pra mim