Loading...
Loading...

domingo, 11 de setembro de 2011

Recreio de Cassis

Recreio de Cassisclip_image002

Visitar outros belos jardins

De certezas perdidas, pardais

Que chilreiam pelas flores, confins

Da existência dos sonhos iguais...

 

D’uma cor flamejante, os carmins

Se destacam, são fontes a mais

Que separam do ser os zumbis,

Que vagueiam pelos bosques sem paz.

 

Quem procura sentir dos jasmins,

A emoção, desencontra os seus ais;

Não se fere em espinhos febris,

Não tem queixas de dores frugais.

 

Nos locais dos jardins desiguais

Os ingênuos adquirem rubis

Encantados, pois sonham demais;

E quem vive na lua é cassis.

12 comentários:

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

sentir dos jasmins a alegria que vc cantou no poema, o que esperar mais do que isso de um encontro?

David C. disse...

Hablar de naturaleza es hablar de paz y amor.

Barbara disse...

que lindo aqui!
obriigada pela visita e elogio =)
beijo grande!
@VestidaDeSonhos

Raquel Lautenschlager Santana disse...

Yayá,muito obrigada pelo selo.
O SEU BLOG É ÓTIMO.
Beijosss.

IDERVAL TENÓRIO/DRA VIRGINIA TENORIO disse...

Minha mestra,estou aqui estudando fígados,intestinos,pâncreas e baços ,de quando em vez dou uma fugida e caio no mundo dos CASSIS talves como um zumbi, me farfando com os jasmins deste eterno jardim no mundo da lua.A poesia É calor.

E como um cipreste milenar mergulhando as suas raízes nos mais lungínquos fundos dos Rios vou à procura do necta da sabedoria e da sobrevivência , volto ao mundo da realizade e continuo a minha batalha pelo pão de cada dia melhorando os conhecimentos para aplicção nos dias que virão.
Parabens pelo belo trabalho que é entretenimento e gera saúde.
Pensar é a melhor terapia para vida longa.
Iderval Reginaldo Tenório
http://www.iderval.blogspot.com

acesse é um blog cultural ,apenas CULTURAL. APENAS.divulgue.

Aclim disse...

Que encanto este poema. Gostoso, cheiroso e cheio de movimentos.

Abraço querida

Majoli disse...

Adoro cássis, saborosa e nessa sua poesia, de rimas deliciosas deu pra sentir o jardim, os jasmins e o tagarelar dos pardais.
Lindos versos, de rimas ímpares.

Beijos Yayá.

Zélia Gadelha disse...

Oi Yayá! Que bom voltar aqui e encontrar tão belo poema! Uma ótima semana pra você! Bjusss

Valéria Sorohan disse...

É assim que me sinto, quando visito um blog como o seu.

Um beijooO*

AFRICA EM POESIA disse...

YAYÀ


Só hoje vim aqui.
Não por "desleixo" mas porque a nossa amiga blogueira Lindalva veio do Brasil e foi um prazer recebê-la e estarmos juntas.

hoje tranquilamente
sento deixo um beijo e poesia...


OLHAR


Olhar doce...
Dá segurança...
Olhar meigo...
Ajuda a superar...
A vida...
A tristeza...
A solidão...
Mas...
Ao ver os olhos...
De verdade...
E de Amor...
Sentimos...
Que os olhos...
São mesmo...
O espelho da alma...

LILI LARANJO

Odair Ribeiro disse...

Oi visita! YAYá!

Vou com as jasmins e os pardais, mas volto para vê-los e ouvi-los mais!!

Inté!

Severa Cabral(escritora) disse...

Diga ai minha linda amiga!
Hoje leio um poema tão esvoaçante que dar vontade de dançar,kkkkkkk
bjsssssssssssss