Loading...
Loading...

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Viagem Entre Amigas

Viagem Entre Amigas

clip_image002

Sílvia reúne as quatro amigas para um final de semana em Paquetá. Aluga um quarto com cinco camas para que elas possam conversar à noite. Sonhava em apresentar umas às outras.

Pensava nas qualidades de cada uma delas: a segurança, a teóloga, a médica e a camareira.

A chegada, sexta-feira, foi ótima. Todas saudosas dela, curiosas em conhecerem as outras amigas, desejando a amizade futura nesse convite.

A camareira providenciou mais bebidas para o frigobar e disse às outras:

_Gostaria de me hospedar num hotel 5 estrelas, mas deixarei o frigobar igual ao do hotel onde trabalho.

A segurança advertiu:

_ Não quero bebidas aqui no quarto!

A camareira respondeu:

_Você não precisa tomar da água mineral francesa que eu trouxe para o final de semana para presenteá-las. Deixarei as águas minerais da região para você.

A teóloga disse que a água era uma dádiva e tomaria aquela que bastasse à sua sede. Agradeceu à camareira o presente.

A médica completou que o importante seria tomarem oito copos de água por dia para que se mantivessem saudáveis.

Todas silenciaram e dormiram. Às quatro da manhã acorda a médica que tomava remédios para a tireoide em jejum. Vê a segurança segurando a sua bolsa aberta e revistando os seus pertences e diz:

_O que é isso? Você está mexendo nos meus pertences?

A segurança disse que era rotina e, que embora fosse amiga da Sílvia, gostaria de saber mais sobre as outras antes de se entrosar com elas.

A camareira apoiou a segurança:

_No hotel onde trabalho, o gerente pede para avisarmos se virmos algo muito diferente sobre as camas do hotel. Esse é o risco de se trabalhar em hotel, não sabemos com quem lidamos.

A teóloga abre a janela e diz que o dia clareia as ideias. Pede às outras que se acalmem.

Às seis da manhã, todas acordadas para a oração em conjunto. Depois da oração a médica surpreende com testes de colesterol, triglicerídeos e glicemia:

_O meu presente a essa reunião são exames de saúde. Além de ser a minha profissão é a minha maneira de conhecer melhor as pessoas.

A segurança, depois da noite que proporcionou às amigas disse que o presente dela seria manter todas elas em segurança.

A teóloga disse que o Senhor estava cuidando dela, a segurança, também.

Devagar, Sílvia se arrepende de tê-las convidado para o final de semana por conta dela.

No parque de diversões a segurança testa e verifica os brinquedos antes das outras participarem.

Durante o almoço a médica diz à teóloga que cinco camarões equivalem ao filé de picanha.

Chegando para o descanso do almoço a camareira organiza o quarto como se ela estivesse no ofício do hotel cinco estrelas.

À noite de sábado Sílvia chega à conclusão que ela deve ser exigente demais consigo mesma ao escolher as amizades, a experiência de reunir as amigas está péssima.

Domingo pela manhã, elas se arrumam para almoçar para depois deixarem o hotel.

Durante o almoço Sílvia agradece às amigas:

_Eu tenho mais autocrítica do que vocês e, agora estou certa disso. Eu me contive e não interferi nos diálogos presenciados. Agradeço a todas vocês, não pelas conversas, mas por tudo que deduzi a meu respeito. Espero que vocês tenham adquirido algum conhecimento durante este tempo e com todo o amor que tenho por vocês, como amigas, peço-vos que aprendam que os caminhos são desiguais. Peço à minha amiga da segurança que acredite mais nas suas amigas, peço à minha amiga médica que separe a medicina da vida social, peço à minha amiga camareira que deixe a perfeição de lado e aproveite a convivência descontraída, peço á minha amiga teóloga que compreenda as nossas imperfeições e, finalmente, peço a mim mesma que tenha mais ideias brilhantes como essa para saber como eu sou e com quem convivo.

3 comentários:

Célia Rangel disse...

Uma bela lição de vida. Muito bom vermos nossa imagem refletida no espelho alheio!
Bj. Célia.

Jorge disse...

Um teste donde se podem tirar muitas e boas conclusões!

La Gata Coqueta disse...



Me gustaría ser una gota de lluvia,
Para nacer al borde de unos ojos bellos
derramarme por la luz de las mejillas
y romperme en la silueta de los labios,
para iluminarte con una sonrisa cada mañana.

¡¡Un feliz y radiante fin de semana te deseo!!

Atte.
María Del Carmen