Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

A Imensidade é Maior

A Imensidade é Maior


Inspiração é na alma um passeio
Que em si, independe da vontade,
Pois quando foge faz recreio,
Numa palavra imensidade

Onde a poesia é quase escasseio
De um belo verbo que se evade
Ao pensamento veraneio,
Continuidade de vaidade

De obrigatório escamoteio
Para o melhor da habilidade;
Porque a vaidade é palavreio
Que não acrescenta um só chilreio.

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Tudo Isso é Natal

Tudo Isso é Natal


Quase que pronto,
Papai Noel tonto
Muitos presentes,
Preces e ausentes,

Que pedem conto
E algum desconto
Nas novas lentes,
Também pingentes;

Dourado ao ponto
E o pão está pronto.
Ao alto e silentes,
Oram os crentes.






segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Alma Passarinheira

Alma Passarinheira


Para tocar,
Cantarolar
A vida inteira
Há linha e fieira


A musicar
A nota, e soar,
Meio brincadeira
Metade inteira;

Preciso é doar
Da alma a calar,
Passarinheira,
A luz que é arteira. 

domingo, 9 de dezembro de 2018

Geada

Geada


De graus
Dez graus,
Surpresa.


Degraus
Dos graus;
Turquesa


Das naus,

Leveza.

sábado, 8 de dezembro de 2018

Época de Natal

Época de Natal


A época do Natal
É a espera desse ser,
É a esperança a nascer
Que o que é bom, seja o ideal,

De um jeito artesanal,
A fazer, a fazer
A canção se manter  
Num tom ascencional

Ao que vem magistral,
Perfeito é o amanhecer
Ainda a se conhecer,
Louvado e sempre atual.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Doutrina Cristã/ Cometário Pessoal


 Doutrina  Cristã/ Cometário Pessoal

     É fato que frequentei alguns cursos da escola dominical.
     Eu sigo a doutrina e, ultimamente, ando me emocionando com o resultado.
     Eu me emocionei quando doei cesta básica para a igreja, não porque doei, mas porque a caixa do supermercado e o menino encarregado de levá-la para mim, ficaram muito felizes com a ideia da igreja obter cestas básicas para o Natal. Contei e pedi para orar ao invés de comentar.
     Eu me emocionei pelo homem de quarenta anos que perdeu o emprego no mês passado e estava aqui para me ajudar com o móvel. Eu não sabia, mas disse a ele que se acalmasse porque tínhamos a manhã inteira para fazer o que precisava ser feito.
     Nessa parte da doutrina, eu gostaria de me extender um pouco. Tem gente que acha que tudo é demais, é muito, que pode ser menos. Na igreja, a gente aprende que, o progresso existe à medida em que uns precisam dos outros, pois há consumo de produtos e serviços, mantendo o bem estar de todos com todos conseguindo viver com algum conforto.
     Para que seja possível esse desenvolvimento é preciso que ambas as partes estejam prontas para exercerem entre si a existência de um mínimo de confiança. Marceneiro, Natal e Jesus, não foi preciso muito esforço.
     Está assim, com muitas emoções.
     Ainda hoje, me utilizei de outras partes da doutrina:
     Orei com uma amiga que passou por maus bocados, mas não quis contar do que se tratava.
     Contei que na doutrina da igreja que frequento, a gente aprende que não precisa dizer muito de si, porque Deus sabe do que se trata e que ela deveria contar para Deus o motivo da tristeza dela.
     Aproveitei para dizer, que fosse o que fosse, que não mentíssemos uma à outra, mas que conversássemos com a brandura no coração. Sentamos lado a lado e reiniciamos a conversa.
     Conversamos todos os assuntos que não fossem os dela.
     Ouvi que estava numa boa igreja.
     Ainda conversei sobre o mundo de hoje com um colega. Disse que parece que o mundo enfrenta um cometa de fogo. Os grupos de ódio se formam e temos que enfrentá-los sem ódio, o que é um desafio.
     Ele acrescentou exemplificando com essas migrações mundiais, com filas e mais filas mundo afora de gente querendo ir a um lugar razoável e não encontram esse lugar razoável porque é muita gente. Muita gente sem ter para onde ir para fugir ao ódio que se instala aqui e ali no globo terrestre.
     Às vezes, eu me sinto ousada ao falar de Jesus e sobre o que aprendi na escola dominical da igreja.
     No entanto, as pessoas não conhecem esses ensinamentos.
      A escola dominical nos diz para contarmos do que aprendemos e contamos. Aplicamos os ensinamentos ao cotidiano.
     Todo ser humano passa por momentos desafiadores.
     A sociedade precisa de um desenvolvimento tal que permita algum conforto aos que nela vivem, seja material ou espiritual.
     Não, não somos imbecis. Os ensinamentos realmente funcionam e muitos deles são práticos. Lidar com as dificuldades do dia a dia é algo desafiador.
     Alguém mais chorou e caiu em prantos, sendo confortado por uma senhora de outra denominação cristã.
     Quem quiser viver só para as coisas que o mundo promete, que viva. A nossa obrigação é compartilhar os ensinamentos recebidos.
     Pessoalmente, penso que viver para minimizar o sofrimento dos outros é gratificante, e é isso que os pastores fazem.
     Convido aos demais cristãos a exercerem os seus aprendizados para, ao menos tentar diminuir essa atividade que o mundo anda dizendo, porque ser bom no sentido de respeito mútuo, compreensão do outro e compartilhar os ensinamentos é benéfico à todos.
     Eu também tenho a aprender, inclusive a lidar com essas emoções cristãs.   

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Assertivas

Assertivas


Meus ouvidos,
De atenção
Prevenidos,
De intenção

São sentidos
De boa ação
Comovidos;
À canção

São movidos,
De inflexão
Remexidos,
São asserção.