Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

http://frasesemcompromisso.blogs.sapo.pt/

O blog da Nina, menina que lia quadrinhos.

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Refinamento

Refinamento


Oportunidade rara
É perceber o momento
De dizer, sem jogar nada
Fora e sem sofrimento,

Porque a verdade repara
O que antes era lamento,
Esclarece o que antepara,
E todo o quebrantamento

A um tempo se desmascara,
Deixando à alma um preenchimento
De aconchego repousada
De mui puro refinamento.



sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Convite


Convite

A verdade convida,
Ao ser da luz, a amiga,
A todo um aquiescer,
E, às vezes, comover.

Parece decidida
A jamais ser ambígua,
E brilha por querer
Estando a se mover,

 Porque ela se valida
Em todo o ser que a abriga,
Quando o dia é enaltecer
  A boa ação a se viver.


quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Autoestima

Autoestima


Por vontade, dengo ou vaidade,
O cansaço é deixado ao lado,
  Cochilado em hora metade,
Porém, nunca negligenciado.


Ele é amigo da amenidade
E precisa ser ausentado;
Atitude da afinidade,
Que é presente ao seu presenteado.


A hora contínua é vaidade,
Esse dengo é infantilizado,
Todo sono vence a vontade;
É melhor que seja abençoado.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Clave


Clave

Se não sei,
Quem o sabe;
Não parei.

Se vou, andei,
E me vale
E estarei

Numa clave;

A que farei.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Brisa de Verão

Brisa de Verão

Ainda é verão,
Bom, venturoso,
Nessa feição;
Ainda amistoso,

Numa acepção,
Ainda vaidoso
Nessa emulsão,
E cuidadoso

Numa expressão
De vento, cioso
Que é da emoção;
Morno e precioso.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Hora Musical

Hora Musical


Essa sensação das horas
Que correm e não ultrapassam
Ao relógio das nove horas,
E as melodias se entrelaçam

Em composições mimosas
Que ressoam sem que se façam
De rogadas, atenciosas
Em detalhes que as engraçam,

São essas cantigas de rodas
Lúdicas fitas que laçam,
Porque estão além dessas modas
Das horas que hoje me abraçam.   

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Não é Que / Minicrônica

Não é Que / Minicrônica

     Entre um café e um pão de queijo, os policiais orientam:
     _Em caso de violência, eu oriento a ir até a delegacia, prestar queixa, para depois ser encaminhada a vítima para o exame de corpo de delito e daí em diante é por nossa conta.
     Uma breve palestra ótima.
     No dia seguinte, perguntam se estou sabendo do que estava acontecendo. Não, não estava.
     No entanto, a julgar pela palestra no café, algo não estava indo bem.