Loading...
Loading...

domingo, 26 de junho de 2016

Haveres


Haveres



Se, anoiteceu,
Algo comeu
O entardecer

E, apeteceu
Olhar o céu
Pra nada ver.

Não se perdeu,

É o tempo a haver.

Um comentário:

XicoAlmeida disse...

Gostei de ler no abrasivo final do dia, por aqui.
Magia do lusco-fusco, odores, sabores e sentidos...
Beijo