Loading...
Loading...

quarta-feira, 30 de março de 2016

Contando Chocolates / Crônica de Supermercado

Contando Chocolates / Crônica de Supermercado


     Os bancos estão contentes com a classe média, que diminuindo a compra de ovos de chocolates provavelmente terá economizado para engordar a poupança.
     O supermercado está com promoção de ovos de chocolate. Poderia parecer tolice comprar ovos de chocolate em promoção, mas acontece que alguns tipos de ovos de chocolate não têm equivalente em bombons e barras de chocolate.
     Na base de compre dois pelo preço de um, comprei dois ovos e paguei um e sei que durante o ano não estará à venda em nenhum local.
     Sabendo comer o chocolate aos poucos, ele não engorda e, se não se acrescentarem muitos doces ao cardápio, faz bem ao bolso e ao paladar.
     Para o próximo ano, talvez as fábricas diminuam a produção, ou, talvez os ovos fiquem ainda mais caros do que foram este ano.
     Este ano a crise pela qual o país atravessa desestimulou o consumo e a festa foi feita com muita cautela, pareceu que o povo pisava em ovos que não eram de chocolate.
     Aos poucos os ovos restantes estão sumindo das prateleiras, mas os consumidores são aqueles mais otimistas que riem de si mesmos ao comprarem ovos de chocolate, mas, enfim, o preço, é compensador, pois equivale ao preço de mercado para os chocolates. Os consumidores são aqueles que compraram ovos de chocolate antes do feriado e agora repetem a dose.
     A esperança é parte do feriado e neste ano, a crise falou mais alto que a solidariedade de repartir alguns chocolates com quem precisa.
     Eu acredito que se possa ser mais doce, mesmo com o chocolate amargo, com 70% de cacau.
     A sensação de que o ano segue devagar é geral, mas o desânimo não pode nos dominar.
     O amanhã nunca se sabe e essa é a melhor parte.
     Não economizei nos chocolates, ainda mais agora, em promoção.
     Fica a dica para quem quiser pegar uma promoção. Ah, até a pouco, os chamados dietéticos também estavam nas prateleiras.
     Hoje não é propaganda, é satisfação.
    
    


Nenhum comentário: