Loading...
Loading...

terça-feira, 21 de julho de 2015

Gaiatice

Gaiatice

clip_image002

Até o gato sai de perto

Com medo do que não viu.

Fingindo não ver, disperso,

Parece até que sorriu.

 

Alegre e, ao susto desperto,

Foi ao lado e não escapuliu,

Curioso ao inocente verso;

Surpreso ao ouvir assovio.

 

Toda arte boa é, por excerto,

Um sonho que se espargiu,

Tornado real ao universo.

E o gaiato, ao gato, sumiu.

Nenhum comentário: