Loading...
Loading...

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Avatar

Avatar

clip_image002

Descolo-me de avatares,

Das máscaras, dos pesares

Que a todos fizeram mal,

Montanhas feitas de sal.

 

E, livre buscarei os mares

De fresca brisa, não a Antares.

Sem mágoas, vou informal;

Dessalgo o sol desigual.

 

Liberta desse Palmares,

De braços abertos, lares,

O cenho abre, é natural.

Refeita, solta e casual.

Um comentário:

Célia Rangel disse...

Avatar - deuses e caminhos libertos! Magia total!
Bjs.