Loading...
Loading...

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Edson Prado e a Nova Reportagem

Edson Prado e a Nova Reportagem

clip_image002

Depois de algum tempo fora do blog, Edson prado apareceu aqui com uma matéria bombástica.

Eu disse a ele que matérias bombásticas não entram no blog, mas ele disse que depois do Snowman, o espião que burlou tudo e mais um pouco, ele conseguiu uma entrevista com a Garota de Tanga, brasileira, provavelmente estressada com tantas bobagens a que o seu serviço de espionagem a obriga.

Eu espero que ele não crie problemas para o blog, mas vamos transcrever a entrevista.

Repórter Edson Prado: O que a leva a conceder essa entrevista?

Garota de Tanga: Estou me sentindo ausente de mim mesma para cuidar da vida dos outros.

Repórter Edson Prado: A senhora pode explicitar melhor sobre o que a faz se sentir ausente de si mesma?

Garota de Tanga: Posso. Quando eu me aproximo de alguém é por segundas intenções. Antes de me aproximar eu tenho todos os dados sobre essa pessoa. Perdi todas as minhas emoções com relação aos outros e tenho apenas interesses em dados.

Repórter Edson Prado: Que tipo de dados a senhora colhe antes de se aproximar de uma pessoa?

Garota de Tanga: Eu colho todos os dados possíveis, tais como a marca da pasta de dentes e o sabonete preferido, a cor do batom da irmã e o dia em que o irmão ou o pai da pessoa lavam o carro. Sei se gostam de animais domésticos e o perfil das pessoas que lá trabalham como encanador, eletricista, dentista etc.

Repórter Edson Prado: A senhora não teme dizer, ou seja, contar os seus métodos de coleta de dados, sendo que podem ser usados contra a senhora?

Garota de Tanga: Eu não temo nada. Eu postei numa rede social o perfume preferido de uma falecida senhora com uma charge abaixo da marca. A pessoa em questão deve saber que é vítima e que o meu material é farto para que eu a possa dominar.

Repórter Edson Prado: Depois de dominar, quais os próximos passos?

Garota de Tanga: Depende das circunstâncias, possivelmente, alguma informação ou documento que eu precise.

Repórter Edson Prado: Senhora, mas isso é chantagem. A senhora concorda com meios pouco idôneos para conseguir os seus objetivos?

Garota de Tanga: Eu uso os meios que precisar.

Repórter Edson prado: A senhora, que é tão segura nas suas atividades, por que motivo me conta os detalhes das suas ações?

Garota de Tanga: Porque eu fui descoberta em todos os meus passos. Enquanto conto, penso numa maneira de destruir a quem não aceita as minhas ordens.

Repórter Edson prado: Existe gente que não aceita o seu domínio mesmo sabendo que a senhora possui todos os dados sobre essa pessoa?

Garota de Tanga: É o que eu acabei de descobrir. Tem gente que não aceita chantagem, pressão e, pior, avisa sobre o que eu faço.

Repórter Edson Prado: Se a senhora é uma pessoa fria conforme afirma, a entrevista deve ter uma segunda intenção. Qual é essa segunda intenção? A senhora diria para mim?

Garota de Tanga: Bom, eu tenho os meus contatos e eles estão lendo a entrevista. Nada mais digo.

Repórter Edson Prado: Grato pela entrevista.

Como leitora, eu estou assustada com a matéria, mas o Edson Prado é repórter, trouxe uma matéria pesada e cumpre-se o compromisso com o leitor.

Sinceramente, o blog dispensaria esse texto abjeto e triste. Muito triste.

Nenhum comentário: